Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos

Cebolas cortadas não absorvem bactérias nem curam gripe ou pneumonia

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/06/2018 04h00

Uma corrente distribuída pelos aplicativos de mensagens fala que a cebola tem tantos benefícios que chega a evitar gripes, porque "absorve bactérias".

Segundo a mensagem, um médico teria feito essa descoberta durante uma epidemia no início do século passado. "Quando ele colocou a cebola sob o microscópio, ele encontrou o vírus da gripe na cebola. As cebolas obviamente absorveram todas as bactérias e, portanto, mantiveram a família saudável", afirma a corrente.

O texto compartilhado tem ainda várias informações confusas sobre o alimento, mas não é verdadeiro.

FALSO: Cebola não evita gripe

De acordo com o otorrinolaringologista Rafael Raposo, do Hospital Santa Paula, a corrente é inverossímil. "Não há nenhuma pesquisa ou artigo científico que faça a associação entre a cebola e a gripe", afirma o médico.

Além disso, a mensagem também contém um erro conceitual. Embora a corrente chegue a citar "o vírus da gripe", a causa pela qual o alimento evitaria esta doença é que este absorveria as bactérias.

É uma confusão entre os agentes biológicos. "A gripe é causada pelo vírus Influenza e suas ramificações, não uma bactéria", afirma Raposo. "Até onde sabemos, fora cuidados higiênicos, como lavar sempre as mãos, a única coisa que previne a gripe é a vacina --e não a cebola."

Segundo o médico, não seria tão fácil identificar a causa, como sustenta a corrente. "O vírus não é visível assim em um microscópio, seja na cebola, seja onde for", afirma.

FALSO: Cebola também não cura pneumonia

Outro relato presente na mesma mensagem dá conta de que uma pessoa teria se curado de uma pneumonia nos Estados Unidos ao colocar cebolas cortadas na hora de dormir.

"Cortei as duas pontas de uma cebola e coloquei-a em um jarro vazio, e coloquei o jarro ao meu lado durante a noite. De manhã, comecei a me sentir melhor, enquanto a cebola ficava preta", diz alguém não identificado no texto.

Raposo rebate: "Segue a mesma lógica: não é verdade", afirma o especialista. "A cebola não tem nenhum agente que vá curar a pneumonia. Ainda mais em uma situação de se dissipar por inalação."

FALSO: Cebola não absorve bactérias

O grande argumento do boato para defender que as cebolas sejam tão benéficas é que elas atrairiam bactérias.

"Sempre que cortar uma cebola e usar só a metade, coloque a outra metade em algum ponto de sua casa, de preferência nos quartos, para que absorvam possíveis bactérias", recomenda.

Mas Raposo diz que isso não passa de um mito popular. "Não há nenhum estudo que diga isso", afirma o médico, inclusive não recomendando a atitude. "A cebola fica preta porque oxida. Aí sim, poderá acumular mais fungos e piorar a situação de uma pessoa doente", diz. "É até arriscado ficar em um ambiente com um alimento em estado de putrefação."

UMA INFORMAÇÃO VERDADEIRA: cebola faz mal para cães

A mensagem traz apenas um dado verdadeiro: na relação do legume com os animais. "Não dê cebolas para os cães", diz o texto. "Seus estômagos não podem metabolizar cebolas."

De acordo com o médico-veterinário Antônio Augusto Júnior, não é recomendado que se dê cebola ou alho aos cães por causa de uma substância do alimento.

"A cebola tem tiossulfato, que é absorvido pelo sangue do animal e transforma a hemoglobina, o que prejudica na distribuição de oxigênio para as células", afirma o especialista.

De acordo com Júnior, dependendo da quantidade ingerida pelo animal, pode ser até fatal. "Não é bom dar", aconselha.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero receber

Mais UOL Confere