Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Médium João de Deus não é filiado ao PT, mas já foi do DEM

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

05/01/2019 04h01

Circula pelas redes sociais a afirmação de que o médium João de Deus, preso no mês passado sob acusações de abuso sexual, seria filiado ao PT há 20 anos.

O charlatão, estuprador João de Deus é filiado ao PT a [sic] mais de 20 anos, isto explica o silêncio da turminha do Ele Não

A reportagem identificou diferentes textos e mensagens, mas todos apontavam para a filiação do médium ao Partido dos Trabalhadores há duas décadas.

Outra relação entre elas é que todas as mensagens encontradas foram publicadas depois do dia 8 de dezembro, quando as primeiras denúncias de abuso foram reveladas. No final de dezembro, o Ministério Publico protocolou uma denúncia baseada em 19 testemunhos. O médium foi preso no dia 16 de dezembro. 

FALSO: João de Deus não é filiado ao PT

A mensagem é enganosa. O médium não é filiado ao PT, mas registros mostram sua ligação ao DEM (Democratas), quando o partido ainda se chamava PFL (Partido da Frente Liberal).

De acordo com dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), não há nenhum João Teixeira de Faria, verdadeiro nome do médium, filiado ao PT em Goiás, onde ele nasceu e vive até hoje. Há, no entanto, o registro de uma antiga filiação com este nome ao DEM goiano, entre fevereiro de 1999 e outubro de 2007.

O registro aponta que a filiação foi cancelada a pedido do eleitor. Um perfil da revista Veja, publicada em agosto de 2014, confirma a filiação do médium ao antigo partido, que fazia parte da base de apoio do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e foi oposição aos governos petistas a partir de 2003. 

O UOL também encontrou um João Teixeira de Faria filiado ao PT desde 2001, mas no estado de São Paulo. À reportagem, o PT negou que o médium preso faça parte de seu quadro.

Além disso, o partido também publicou, no último dia 19, um artigo que criticava a defesa do médium e a acusava de "tentar culpar as vítimas".

O UOL tentou entrar em contato com a defesa do médium, mas não teve sucesso até o fechamento da matéria.

Procurado por poderosos e famosos

Apesar de não ser filiado ao PT, João de Deus foi procurado pelos dois ex-presidentes petistas na última década. Luiz Inácio Lula da Silva recebeu o médium enquanto tratava de um câncer na laringe no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, em 2012, e Dilma Rousseff visitou-o em seu centro em Abadiânia (GO) em 2008, ainda ministra-chefe da Casa Civil, quando enfrentava um câncer linfático.

Lula e Dilma não foram os únicos. Muitas personalidades e poderosos se aproximaram do médium ao longo dos anos: do ex-presidente Michel Temer (MDB) e os juristas Luís Roberto Barroso e Carlos Ayres Britto, respectivamente atual e ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), às estrelas americanas Oprah Winfrey e Shirley MacLaine.
 

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais UOL Confere