Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Massacre de Suzano não gerou bloqueio de Facebook, Instagram e WhatsApp

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Anita Grando Martins

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

15/03/2019 11h49

Circula na internet a informação de que Facebook, Instagram e WhatsApp foram bloqueados na última quarta-feira (13) em função do ataque ocorrido em uma escola de Suzano, na Grande São Paulo. Em algumas postagens, diz-se que o objetivo do bloqueio é evitar a disseminação de fotos, vídeos e áudios do massacre. Em outras, é permitir uma investigação nas redes.

A família de aplicativos do Facebook apresentou instabilidades, como falhas na publicação de conteúdos e comentários. Em alguns casos, usuários nem conseguiam acessar suas páginas. No WhatsApp, muitos reportaram não conseguir enviar mensagens de áudio e vídeo.

FALSO: Massacre de Suzano não causou bloqueio de redes sociais

O Facebook desmentiu, em nota, que o atentado em Suzano tenha sido o motivo dos erros nos aplicativos. "O Facebook está enfrentando questões técnicas em diversas partes do mundo, e estamos trabalhando para normalizar o acesso aos nossos serviços o mais rápido possível", disse porta-voz da empresa.

Relatos de problemas nessas redes sociais foram registrados nos Estados Unidos, na Austrália e em diversos países da Europa. As hashtags #Facebookdown e #Instagramdown ficaram entre os trending topics do Twitter.

No ano passado, a rede de computadores do Facebook sofreu um ataque de hackers que levou à exposição de dados de aproximadamente 50 milhões de usuários.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere