Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


As notícias falsas em torno do incêndio da catedral de Notre-Dame, em Paris

Arte UOL/Reprodução/Twitter
Imagem: Arte UOL/Reprodução/Twitter

Por Agência Lupa, com FactcheckEU Initiative

Colaboração para o UOL

16/04/2019 12h41

E aconteceu novamente. Junto com os eventos que provocam comoção, vêm as notícias falsas. O fogo que consumiu o telhado e fez ruir parte da Catedral de Notre-Dame em Paris na tarde desta segunda-feira (15) já está rodeado de informações equivocadas. Para fazer frente à desinformação, ao longo das últimas horas os checadores profissionais - sobretudo da Europa - trabalham em conjunto e vêm publicando na plataforma FactcheckEU uma série de verificações sobre o caso. Veja a seguir algumas delas, traduzidas pela Agência Lupa.

"O incêndio de Notre Dame foi intencional. Foi um ataque terrorista"
Frase extraída do tuíte de um colunista da revista "Time" e de uma postagem do "Infowars"

FALSO: A informação foi verificada pelos espanhóis do "Maldito Bulo", que, em sua conclusão, publicada na manhã de hoje, afirmaram que a causa do incêndio em Notre-Dame ainda não havia sido determinada. O que se sabe até agora é que, na coletiva de imprensa concedida hoje, o Ministério Público francês anunciou a abertura de uma investigação para apurar a "destruição involuntária [da catedral] por incêndio" e também descartou que o caso seja "um ato voluntário", criminoso.

Tuíte de jornalista deu início a boato de incêndio criminoso na catedral de Notre-Dame, em Paris - Reprodução/Twitter
Tuíte de jornalista deu início a boato de incêndio criminoso na catedral de Notre-Dame, em Paris
Imagem: Reprodução/Twitter

Um tuíte de Christopher J. Haler, colunista da revista "Time", fez com que essas hipóteses ganhassem proporção nas redes sociais. Ontem, em meio à comoção, o jornalista postou o seguinte tuíte: "Um amigo jesuíta que está em Paris e trabalha na #NotreDame me falou que os funcionários da catedral disseram que o incêndio era proposital". Num segundo tuíte, Hale continuou: "Alerto, no entanto, que ele não tem nenhuma evidência para suportar o que a equipe lhe disse. Tratem essa informação apenas como um rumor".

Mas o alerta do jornalista não foi suficiente. O site "InfoWars" publicou um artigo a partir de suas postagens e, em seguida, o deletou. Outros textos surgiram depois disso, sugerindo um atentado terrorista.

Foram achados tanques de gás e documentos em árabe perto da Catedral de Notre-Dame
Frase extraída de postagens que circulam nas redes sociais com artigo do The Telegraph

FALSO: Esta informação também foi verificada pelos espanhóis do "Maldito Bulo", na manhã desta terça-feira (16). Circulam nas redes sociais posts de um artigo que foi publicado pelo jornal "The Telegraph" com o título "Tanques de gás e documentos em árabe são encontrados em um carro perto da catedral de Notre-Dame e provocam pânico" ("Gas tanks and Arabic documents found in unmarked car by Paris' Notre-Dame cathedral spark terror fears", em inglês). A publicação, no entanto, data de 2016. Não tem qualquer relação com o incêndio da segunda-feira (15). O Telegraph inclusive já adicionou uma nota ao artigo antigo para evidenciar a diferença de datas.

É a segunda vez que a Catedral de Notre Dame pega fogo
Frase que circula no Twitter associada a fotografia histórica

Esta informação foi verificada pelos franceses do "20 Minutes", na manhã desta terça-feira (16). Circula na internet um tuíte que "informa" que a Catedral de Notre-Dame foi bombardeada durante a Primeira Guerra Mundial. A informação é falsa. A foto que acompanha a postagem mostra a Catedral de Reims.

Apesar de parecer falsa, foto que mostra Notre Dame em chamas e Torre Eiffel grande ao fundo é real
Foto postada no Facebook pela página A.G Photographie

Imagem divulgada pela AG Photographie mostra a catedral de Notre-Dame em chamas e a Torre Eiffel, em Paris - AG Photographie
Imagem divulgada pela AG Photographie mostra a catedral de Notre-Dame em chamas e a Torre Eiffel, em Paris
Imagem: AG Photographie
VERDADEIRO: Os franceses do "Checknews" analisaram hoje a imagem publicada no Facebook pela página A.G. Photographie, que mostra a Catedral de Notre-Dame em chamas com a Torre Eiffel ao fundo, e concluíram que não se trata de uma montagem. Eles entrevistaram o fotógrafo responsável pelo registro e informam que se trata de uma questão de perspectiva e do material utilizado pelo profissional. A foto foi tirada de uma grande distância, com uma teleobjetiva - tipo de lente capaz de aproximar o que está longe.

Tinha um [manifestante] colete amarelo em uma das torres da Catedral Notre-Dame
Vídeo que circula nas redes sociais

FALSO: Esta informação também foi verificada pelos franceses do "CheckNews" hoje. Circula na internet o vídeo de um homem andando na torre sul da catedral acompanhado da informação de que se trata de um "colete amarelo" ou de um "muçulmano".

Trata-se, na verdade, de um bombeiro que já estava trabalhando no interior da catedral em chamas, segundo confirmou a plataforma de checagem do jornal "Libération". É possível ver isso num vídeo, de boa qualidade, publicado pela CNBC (aos 42 minutos).

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere