Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Mensagem usa vídeo de 2016 e divulga falsa invasão ao Congresso este ano

UOL Confere: manifestação de 2016 na Câmara é usada em mensagem falsa

UOL Notícias

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/11/2019 04h01

"Alguém ouviu falar disto? O Congresso foi invadido no dia 16/10 por manifestantes gritando 'Chega de corrupção', 'Essa casa é do povo', gritos de 'Viva Moro' e ainda cantaram o Hino Nacional!!! e a imprensa nada falou".

Se você recebeu esta mensagem em grupos de WhatsApp, ou viu na página de algum conhecido, aqui vai um alerta: ela é falsa.

O texto é acompanhado de um vídeo que mostra manifestantes invadindo o plenário da Câmara dos Deputados em meio ao discurso de um parlamentar.

Imagens são de 2016

A corrente usa um vídeo antigo, mas fala dele como se tivesse sido gravado agora em 2019.

Conforme é indicado na própria legenda da TV Câmara presente no vídeo, a invasão ao plenário ocorreu no dia 16 de novembro de 2016.

Os manifestantes invadiram o Congresso pouco depois das 15h, no meio da sessão plenária. De acordo com entrevistas dadas à época, o objetivo era protestar contra a corrupção.

Como indica a corrente, é possível ouvir "viva Sergio Moro", que era então o juiz à frente da Operação Lava Jato, e trechos do Hino Nacional. Entre as palavras de ordem, no entanto, também havia pedidos de intervenção militar e críticas a partidos de esquerda.

A sessão foi suspensa até que os pouco mais de 50 invasores fossem retirados pela Polícia Legislativa. No meio do empurra-empurra uma porta de vidro do Congresso foi quebrada.

Imprensa noticiou invasão

Um dos motes de correntes como esta, que ganham força nas redes sociais, é o argumento de que a imprensa não noticia certos acontecimentos para que a população não tenha conhecimento.

Além do UOL, diversos veículos de imprensa, como Folha da S.Paulo, Band, G1 e Estadão, noticiaram a invasão e deram voz aos manifestantes.

Fake news são muitas vezes fáceis de se desmascarar. Lembre-se: antes de compartilhar, faça uma busca no Google, procure se aquilo foi publicado por um veículo de credibilidade.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

UOL Confere