Vídeo não mostra Bolsonaro na Argentina em 2023, mas em Natal (RN) em 2017

Um vídeo em que Jair Bolsonaro é recebido por apoiadores ao chegar em um aeroporto não é atual, mas de 2017.

A gravação é usada fora de contexto para afirmar falsamente que a imagem seria um registro da recepção do ex-presidente na Argentina, após a eleição do candidato de extrema-diretia Javier Milei, em novembro de 2023.

O UOL Confere considera distorcido conteúdos que usam informações verdadeiras em contexto diferente do original, alterando seu significado de modo a enganar e confundir quem os recebe.

O que diz o post

Um vídeo em que Bolsonaro é recebido por uma multidão em um aeroporto é compartilhado com a alegação falsa: "Bolsonaro chegando hoje na Argentina".

Por que é distorcido

O vídeo é verdadeiro, mas mostra Bolsonaro sendo recebido por apoiadores no aeroporto de Natal, no Rio Grande do Norte, em junho de 2017, e não na Argentina em 2023, como alegam as publicações.

No vídeo, consta o nome Serra Dourada", que é uma locadora de veículos de Natal com loja no aeroporto
No vídeo, consta o nome Serra Dourada", que é uma locadora de veículos de Natal com loja no aeroporto Imagem: Reprodução

Em um dos frames do vídeo é possível identificar um letreiro onde se lê "Serra Dourada", uma loja de aluguel de carros no desembarque doméstico do aeroporto de Natal (confira aqui e ao lado):

Continua após a publicidade

Um vídeo desse dia, mas de outro ângulo, foi compartilhado por Bolsonaro em uma rede social na época (veja aqui).

O então deputado federal e pré-candidao à presidência estava em Natal para uma palestra a convite da União Nordestina de Produtores de Cana. A viagem de Jair Bolsonaro foi registrada em vídeo e em reportagem pela Folha de S. Paulo (veja aqui).

Este mesmo vídeo já foi usado para outras desinformaçõs em 2021, e foi desmentido pelo Projeto Comprova (leia aqui). À época, posts usavam a gravação para afirmar falsamente que as imagens teriam sido registradas em Nova York. Outra versão, desmentida por Aos Fatos (aqui) e AFP (aqui), alegava que o vídeo teria sido gravado no Equador.

Este conteúdo também foi checado por Aos Fatos e Estadão Verifica.

Sugestões de checagens podem ser enviadas para o WhatsApp (11) 97684-6049 ou para o email uolconfere@uol.com.br.

5 dicas para você não cair em fake news

Siga UOL Notícias no
UOL Confere

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes