PUBLICIDADE
Topo

AM: Secretaria faz recontagem e descobre mais 41 foragidos de presídios

Compaj ficou sob fumaça durante rebelião ocorrida no segundo dia do ano - Xinhua/A Crítica
Compaj ficou sob fumaça durante rebelião ocorrida no segundo dia do ano Imagem: Xinhua/A Crítica

Do UOL, em São Paulo

13/01/2017 04h24

A Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Amazonas) revisou nesta quinta-feira (12) para 225 o número de presos que fugiram do Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim) e do Ipat (Instituto Penal Antônio Trindade) no episódio do massacre em Manaus que deixou 56 mortos.

Segundo o órgão, após nova contagem realizada em revistas às unidades prisionais, ficou constatado que 148 internos ainda continuam foragidos. Até o momento, 77 foram recapturados. No total, são 41 fugas a mais que as que vinham sendo informadas, 184.

O novo número foi informado pela Secretaria em nota à imprensa na noite da quinta, sem informações complementares sobre como ocorreu o erro na contagem inicial.

As fugas ocorreram no Compaj em meio a uma revolta de 17 horas na qual integrantes da facção Família do Norte (FDN) atacaram os membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), terminando no que é o segundo maior massacre da história carcerária do Brasil após o do Carandiru, em 1992, em São Paulo, quando 111 detentos morreram, a maioria pelas mãos da polícia.

Cotidiano