Desligou no feriado? Veja o que foi notícia no Brasil e no mundo

Do UOL, em São Paulo

Se feriado para você é um momento de desligar de tudo o que acontece no Brasil e no mundo, nós vamos ao seu resgate. O UOL separou as principais notícias dos últimos três dias para você se atualizar com o que rolou de mais importante neste feriado de Tiradentes.

Desde o dia 21 de abril, houve tragédias como chacina no Mato Grosso e mortes na Venezuela, eleição importantíssima na França e mais informações sobre corrupção no Brasil. E não foi dessa vez que alguém ficou milionário: a Mega-Sena acumulou de novo.

Eleição na França

Martin Bureau/AFP Photo/Reuters
Emmanuel Macron e Marine Le Pen se enfrentarão no segundo turno pela Presidência da França

A França viveu um fim de semana de primeiro turno de eleições presidenciais. Em meio ao clima de terror – inclusive com ataque em plena Champs-Élysées na última quinta -, quem foi para o segundo turno foram os candidatos Emmanuel Macron, de centro, e a líder da extrema-direita Marine Le Pen. Após a votação, houve protestos de grupos antifascistas na noite do último domingo (23), inclusive com confrontos com policiais.

Chacina no Mato Grosso

Divulgação/Secretaria de Segurança-MT
Corpos foram encontrados em assentamento a cerca de 150 quilômetros de Colniza, no norte do Mato Grosso

No feriado, teve início a identificação dos nove mortos em uma chacina realizada em Taquaraçu do Norte, zona rural de Colniza, cidade a mais de mil quilômetros de Cuiabá, capital do Mato Grosso. A suspeita é de que as mortes em um assentamento tenham sido executadas por capangas de fazendeiros da região. O caso é investigado.

Mortes e mais tensão na Venezuela

REUTERS/Christian Veron
Manifestantes e forças de segurança entram em confronto durante protesto na Venezuela

A Venezuela viveu mais dias de tensão. O auge da violência dos protestos contra o governo de Nicolás Maduro ocorreu na madrugada da última quinta para sexta-feira, quando ao menos 12 pessoas foram mortas – oito delas foram eletrocutadas durante um saque a um comércio.

No sábado, a oposição venezuelana saiu às ruas de branco em uma chamada "marcha do silêncio" pelos mortos – até aqui, eram 20 mortos desde o aumento das manifestações, há três semanas. No dia seguinte, foi confirmada a morte de uma mulher que participava de uma marcha pró-Maduro e que foi atingida na cabeça por uma garrafa de água congelada atirada da varanda de um prédio no centro de Caracas. 

No meio disso, o presidente Michel Temer (PMDB) disse que a situação no país venezuelano deveria ser resolvida com a convocação de eleições gerais no país. 

A morte de um ícone da Jovem Guarda

Divulgação
O cantor Jerry Adriani, ídolo da Jovem Guarda, lutava contra um câncer

Morreu na tarde deste domingo (23), aos 70 anos, o cantor Jerry Adriani. A informação foi divulgada pela família no Facebook do músico. O ícone da Jovem Guarda estava internado desde o dia 7 de abril na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Vitória, no Rio, para tratar um câncer.

Sem novos milionários

Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo

A Mega-Sena voltou a acumular. O sorteio do concurso que prometia prêmio de R$ 88 milhões não teve nenhum grande vencedor. Com isso, o sorteio desta quarta-feira (26) valerá a bagatela de R$ 97 milhões, que pode entrar para a lista dos maiores já pagos pela loteria.

E o Michel Temer (PMDB)?

Joédson Alves/EFE

Apesar de não estar na lista inicial do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin pelos fatos terem ocorrido antes do atual mandato, o presidente Michel Temer (PMDB) viu o ministro pedir ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que se manifeste sobre um recurso do PSOL que pede a inclusão do presidente Michel Temer (PMDB) como investigado em um dos inquéritos abertos com base nas delações da Odebrecht. O partido discorda da alegação da PGR de que presidentes contam com "imunidade temporária".

Em meio a isso, o presidente fez elogios ao juiz Sérgio Moro e disse achar "triste" que membros de seu partido estejam envolvidos em casos de corrupção.

Ainda no assunto corrupção, uma ação antilavagem de dinheiro com atuação do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda e que fiscaliza operações financeiras, resultou no bloqueio da Justiça de R$ 140 milhões no Brasil e no exterior em 2016.

Delcídio sob ameaça

Alan Marques/ Folhapress

O senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS) está sob ameaça. A PGR analisa a possibilidade de romper o acordo de delação premiada com o político, homologado em 2016. Isso por causa de revelações dos ex-executivos Benedicto Júnior e Rogério Santos de Araújo, da Odebrecht, sobre repasses para campanhas eleitorais em contrapartida à atuação dele em casos de interesse da empreiteira. O mesmo ainda vale para outras delações.

Aliados de Alckmin e Serra acusados de caixa 2

Silvia Zamboni/Folha Imagem

Ao menos 13 políticos próximos ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e ao senador José Serra (PSDB) receberam mais de R$ 2 milhões em caixa dois na eleição de 2010, segundo delatores. De acordo com os depoimentos, em praticamente todos os casos, os políticos foram escolhidos em função de uma possível ajuda que poderiam dar em relação a interesses da empreiteira ou para estreitar laços com Serra e Alckmin.

Dória passa por cima do Marco Civil

Marcell Roncon/Futura Press/Estadão Conteúdo

O prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), conseguiu driblar o Marco Civil da Internet com uma vitória na Justiça. De acordo com a decisão, o evento "Virada Cultural na Casa de João Dorian (sic)", da página "Deixe a Esquerda Livre", programado para o dia 13 de maio de acordo com publicação na rede social, poderia acontecer --e a página continuar no ar--, mas o Facebook deveria fornecer a identificação das máquinas que organizaram os encontros, os textos e os memes publicados. 

O evento tem 6.600 pessoas confirmadas e cerca de 15 mil interessadas. Essa orientação é contrária ao que determina o artigo 22 do Marco Civil da Internet. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos