Governo oferece maior recompensa por denúncia de suspeitos de matar meninas de 3 anos em SP

Aiuri Rebello

Do UOL, em São Paulo

  • Luís Adorno/UOL

    Terreno onde os corpos de duas meninas foram encontrados na zona leste de SP

    Terreno onde os corpos de duas meninas foram encontrados na zona leste de SP

A SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) anunciou na tarde desta sexta-feira (13) a maior recompensa possível por informações sobre suspeitos de assassinar duas meninas de três anos de idade, encontradas mortas dentro de um veículo roubado abandonado em um terreno em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, na quinta-feira (12). São oferecidos R$ 50 mil para quem fornecer informações que levem à captura de um ou mais suspeitos pelo crime.

Para denunciar, quem tiver informações sobre o crime deve procurar diretamente uma autoridade policial ou encaminhar para o site WebDenúncia. De acordo com a SSP-SP, o sigilo é garantido para os denunciantes. Ao entrar no site para denunciar, não é necessário informar dados pessoais. O usuário recebe uma senha e um número de protocolo para acompanhar o andamento da denúncia na internet e, se for o caso, reclamar a recompensa depois.

Arquivo pessoal
Mel (esq.) e Bia (dir.) foram encontradas mortas em um terreno da zona leste de SP

Essa é a maior recompensa oferecida pelo programa, criado pelo governo de São Paulo em 2014. Atualmente, fora o caso das meninas, hoje o governo de SP oferece recompensa por ajuda para solucionar outros sete casos. Os valores vão de R$ 2.500 a R$ 30.000.

De acordo com a SSP-SP, a recompensa foi uma determinação do secretário Mágino Alves Barbosa Filho. O caso está sendo investigado pelo DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa). Os corpos estavam em estado avançado de decomposição e foram para o IML (Instituto Médico Legal) para identificação por DNA e laudos necroscópicos. As duas foram identificadas preliminarmente por familiares pelas roupas que vestiam.

As meninas foram encontradas em uma Fiorino roubada em uma favela na região de São Miguel Paulista, próximo ao local onde moravam e de onde sumiram. O veículo foi apreendido e encaminhado à perícia. Elas estavam desaparecidas havia 18 dias.

A resolução determinando o pagamento da recompensa ainda será publicada no Diário Oficial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos