Homem é preso suspeito de matar a irmã na frente do pai cadeirante em SP

Igor Ferraz

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

    Vitória Miranda Costa era a principal cuidadora do pai e era mãe de duas crianças

    Vitória Miranda Costa era a principal cuidadora do pai e era mãe de duas crianças

A Polícia Civil da cidade de Mongaguá, no litoral paulista, prendeu um homem de 19 anos suspeito de matar sua própria irmã, 22, na quinta-feira (4), a facadas. O crime, de acordo com as investigações, aconteceu por causa de uma discussão familiar e ocorreu na frente do pai dos jovens, um idoso que é cadeirante e tinha a filha como sua principal cuidadora.

Pedro Miranda da Costa Junior foi capturado nesta sexta-feira (5) após fuga de moto. O suspeito foi preso durante a madrugada, em uma cachoeira na cidade de Itariri, que fica a 60km de Mongaguá.

Leia mais

Ao UOL, o delegado titular da cidade ressalta que o motivo do crime pode ter sido uma discussão familiar. Segundo Ruy de Mattos, Vitória Miranda Costa brigou com o irmão por causa da mulher do jovem, que também morava com a família. O casal havia terminado o relacionamento recentemente.

"Pedro não tinha uma boa relação com sua família e achava que sua irmã estava tramando contra seu casamento e era a principal responsável pela separação. A última frase que ela teria dito foi 'você tem que entender que seu casamento acabou'". Pai e irmã não eram favoráveis ao fato de a mulher de Pedro viver sob seu teto.

Neste momento Costa apanhou uma faca e desferiu seguidos golpes em Vitória, atingindo o rosto, os ombros, os seios e embaixo dos braços.

Reprodução/Facebook
Pedro Miranda Costa foi preso na madrugada desta sexta-feira e aguarda audiência

"Ela estava colocando seu pai para dormir quando recebeu a primeira facada do irmão", revela o delegado. Com a mobilidade limitada, o idoso de 67 anos assistiu à cena sem conseguir impedir o ataque de seu filho, nem mesmo acionar a emergência, pois não é capaz de deixar a cama sozinho. O corpo de Vitória só foi descoberto momentos depois pela própria esposa de Costa, objeto da discussão, que teria ido à casa da família para recolher seus pertences.

De acordo com o delegado, o jovem fugiu em uma moto após o crime, mas foi capturado após ser reconhecido por dois policiais de folga em uma cachoeira na cidade de Itariri, que fica a 60km de Mongaguá. "Ele já está conosco na delegacia e será encaminhado para audiência com o juiz". A faca usada no crime também foi encontrada em um telhado, após o suspeito ter mostrado o local em que se desfez da arma durante a fuga.

Vitória era a principal cuidadora do pai. Ela também tinha dois filhos, segundo a polícia.

Antes do assassinato, Costa já era conhecido da polícia de Mongaguá. Ele já foi citado em três boletins de ocorrência: um por maus-tratos contra o pai, outro por violência doméstica contra a irmã e mais um por roubo. O jovem trabalhava como açougueiro na cidade do litoral paulista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos