PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Bebê que nasceu após mãe ser baleada na cabeça recebe alta no Rio: "milagres"

Com roupinhas, Michelle Nascimento esperava alta de bebê desde que deixou hospital - Fabiano Rocha/Agência O Globo
Com roupinhas, Michelle Nascimento esperava alta de bebê desde que deixou hospital Imagem: Fabiano Rocha/Agência O Globo

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL

05/02/2018 17h27

O bebê Antonio Esdras, que nasceu depois que sua mãe, Michelle Ramos da Silva Nascimento Araújo - então grávida de oito meses -, foi baleada em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, recebeu alta nesta segunda-feira (5). A informação foi confirmada ao UOL pelo avô paterno do bebê, Severino Ribeiro de Araújo, e pelo hospital.

“Estou na maior expectativa. Meu filho saiu para buscá-lo e, se Deus quiser, logo os três estarão em casa”, disse o avô do pequeno Antonio.

Michelle, 33, deixou o hospital no dia 24 de janeiro. Ela foi baleada na cabeça durante tentativa de assalto no dia 13 de janeiro. O bebê, que nasceu após uma cesariana de emergência na mesma data, estava internado no Hospital de Clínicas Mario Lioni, em Duque de Caxias, também na Baixada.

Leia também

Para a família, o caso evoluiu de tragédia para milagre, já que mãe e filho ficaram entre a vida e a morte.

Michelle Nascimento foi baleada na cabeça durante um assalto no Rio - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Michelle Nascimento foi baleada na cabeça durante um assalto no Rio em janeiro
Imagem: Reprodução/Facebook

“Eu vivi dois milagres em menos de um mês. Vi minha nora voltar para casa e hoje estou na expectativa de ver meu neto. Não tenho palavras para agradecer a Deus. Só ele para nos dar forças para passar por tudo isso. Graças a Deus que a família continua completa”, disse o avô paterno do bebê.

De acordo com o Hospital de Clínicas Mário Lioni, Antonio Esdras ainda passará por uma nova avaliação em dez dias. O bebê seguirá com acompanhamento pediátrico mensal em consultório até os seis meses de idade, conforme protocolo para prematuros.

O caso

Wallace levava a esposa ao trabalho no último dia 13, quando um carro à sua frente seguia em baixa velocidade em uma estrada de Belford Roxo.

“Quando tentei ultrapassar, eles me fecharam”, disse. Até então, ele achava que se tratava de uma barbeiragem de trânsito. Quando Wallace tentou novamente contornar o carro, um dos criminosos saiu atirando com uma pistola e atingiu Michelle.

Quando viram que Michelle havia sido atingida, os suspeitos fugiram. O caso está sendo investigado pela 54ª DP (Belford Roxo).

Cotidiano