PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Policial reformado é preso acusado de roubar celulares em falsa blitz no RN

Policial militar reformado foi preso acusado de roubar dois aparelhos celulares - NUNO GUIMARÃES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Policial militar reformado foi preso acusado de roubar dois aparelhos celulares Imagem: NUNO GUIMARÃES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

22/02/2018 15h18

Um policial militar reformado foi preso na madrugada desta quinta-feira (22) acusado de roubar aparelhos celulares em uma falsa abordagem policial em Natal. Ele e dois cúmplices aguardam pela audiência de custódia na capital do Rio Grande do Norte.

Ao UOL, as polícias Militar e Civil confirmam a ocorrência. Por volta das 22h da última quarta (21), duas pessoas foram abordadas por homens em uma falsa blitz na Av. Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul de Natal. A dupla se apresentou como agente, realizou uma revista e falou que iria recolher os celulares das vítimas.

Leia também

De acordo com depoimentos prestados à polícia, eles diziam que os aparelhos poderiam ser resgatados mais tarde no 10º Distrito Policial da capital, próximo à ocorrência. As vítimas suspeitaram a abordagem, anotaram a placa do Siena em que os três estavam e acionaram a polícia.

A Polícia Militar conseguiu levantar o endereço de registro do automóvel e realizou a prisão em flagrante do policial e de seus dois cúmplices. Um homem e uma mulher - que não estava no momento da falsa blitz - foram detidos. Na casa, foram encontrados um simulacro de arma de fogo, um aparelho de choque e os celulares das vítimas.

De acordo com a PM, o homem, de identidade não revelada, é um policial militar reformado por problemas médicos. Ele entrou na corporação em 2004.

A Polícia Civil informou ao UOL que os três estão detidos e aguardam pela audiência de custódia, marcada para esta tarde.

A PM declarou ainda que o policial reformado poderá sofrer punições administrativas internas.

Cotidiano