PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Polícia pede prisão temporária de suspeito de atear fogo em porteiro no RJ

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL

20/06/2018 14h35

A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou e pediu à Justiça nesta quarta-feira (20) a prisão temporária, por 30 dias, do suspeito de atear fogo no porteiro Jefferson Quintanilha de Souza, de 23 anos. O caso aconteceu na tarde desta terça-feira (19), enquanto Souza trabalhava na Fazenda Ermitage, no Condomínio Parque das Margaridas, em Teresópolis, no Rio de Janeiro.

Imagens de câmeras de segurança do local, cedidas pela Polícia Militar, mostram o momento em que o homem, identificado apenas como Marcelo, se aproxima da portaria calmamente, entra, joga gasolina, acende um isqueiro e joga sobre a vítima, que estava trabalhando. No vídeo, ainda é possível ver Souza correndo em chamas e o suspeito andando tranquilamente após a tentativa de homicídio.

Leia mais:

O porteiro teve queimaduras em 50% do corpo e está internado no Hospital das Clínicas de Teresópolis.

Segundo contou a PM ao UOL, ele foi socorrido consciente, mas seu estado piorou e ele precisou ser entubado antes de ser ouvido sobre o crime. A motivação do crime ainda é desconhecida. O caso está sendo investigado pela 110ª Delegacia de Polícia, em Teresópolis.

Quem tiver qualquer informações sobre o suspeito pode entrar em contato com o Disque-Denúncia da região, pelo telefone (21) 2742-7755 ou através do WhatsApp (21) 99817-7508. O nome do denunciante é mantido em sigilo.

Cotidiano