PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Adolescente deixa bilhete e desaparece no Rio de Janeiro; família busca pistas

Letícia Russo Damasceno desapareceu após deixar bilhete para a família - Acervo pessoal/Helen Russo
Letícia Russo Damasceno desapareceu após deixar bilhete para a família Imagem: Acervo pessoal/Helen Russo

Jéssica Nascimento

Colaboração para o UOL

30/08/2018 17h00

Apenas um bilhete. Foi isso que a estudante Letícia Russo Damasceno, de 15 anos, deixou para a família antes de desaparecer na última quarta-feira (29). A adolescente saiu de casa na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, com R$ 700 e uma mochila nas costas, apenas alimentos, sem roupas nem celular, segundo a mãe de Letícia. O caso é investigado pela Polícia Civil.

O texto deixado foi encontrado por Helen Russo, mãe da menina, na gaveta em que ficava o dinheiro destinado para emergências. "Ela não deu indícios de nada. No bilhete, estava escrito que ela lamentava o que estava fazendo, mas que não era culpa de ninguém. Estamos todos muito desesperados. A Letícia é uma menina muito carinhosa, dedicada e nunca havia feito nada parecido", explicou Helen ao UOL.

Estudante do colégio Alfa Cem, instituição a poucos metros da casa dela e cursa o 9º ano do ensino fundamental, ela desapareceu após as aulas e não deu mais notícias à família.

O primeiro a perceber o sumiço da garota foi o namorado dela. À sogra, o jovem informou que Letícia o havia o bloqueado do WhatsApp e apagado todas as fotos das redes sociais. A mãe também disse que a filha chegou a queimar o celular e o carregador para que ninguém pudesse acessar o aparelho. 

Leia mais:

A família acredita na hipótese de que a menina esteja na companhia de alguém. "Ela está sendo instruída por outra pessoa. Letícia nunca faria isso por conta própria, deixar a família sem notícias dessa forma. Ela era uma menina que não sabia nem andar de ônibus sozinha", explicou Helen.

Ao UOL, uma amiga da família também destacou que câmeras de segurança registraram Letícia embarcando em um BRT, na estação Parque Olímpico, também na Barra da Tijuca. Segundo ela, o próximo passo é obter imagens de dentro do ônibus para descobrir o destino da garota. "Não sabemos para qual direção ela seguiu, só sabemos que ela sabia o local certo para onde ia. Em nenhum momento ficou indecisa", contou Katia Martins. "Acreditamos que uma pessoa tenha prometido algo. Ela saiu sem roupa, sem comida. Se estivesse sozinha, com certeza já teria voltado."

A família registrou o desaparecimento da jovem na Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA). Quem tiver informações, pode entrar em contato por meio dos telefones: (021) 2202-0338 e 2582-7129.

Cotidiano