PUBLICIDADE
Topo

Segurança pública

Quadrilha com cerca de 50 criminosos ataca bancos e polícia em Bacabal (MA)

Eduardo Lucizano e Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em São Paulo e Maceió

26/11/2018 06h54

Um grupo de criminosos assaltou duas agências bancárias, ateou fogo em veículos e atacou um quartel militar na noite deste domingo (25) na cidade de Bacabal (MA), que fica a cerca de 240 km de São Luís, capital do estado. Três bandidos foram mortos no confronto com policiais, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

De acordo com a PM, por volta das 22h, a quadrilha, composta por cerca de 50 homens, assaltou uma agência do Banco Brasil e outra do Bradesco. Eles ainda atearam fogo em ao menos dois carros e trocaram tiros com policiais que estavam no quartel. Por e-mail, o Bradesco negou que uma agência tenha sido alvo do ataque. O Banco do Brasil confirmou a informação.

"Não se sabe ao certo a quantidade de bandido, mas a gente supõe que são mais de 50. Eles foram ao quartel e trocaram tiros com a polícia. Três deles [criminosos] morreram lá”, disse por telefone ao UOL o sargento Brito, da Polícia Militar de Bacabal.

Moradores da cidade relataram nas redes sociais que os criminosos deixaram a cidade por volta das 3h da madrugada desta segunda-feira (26).

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão disse em nota, publicada às 10h25 desta segunda, que “várias equipes das polícias civil e militar foram deslocadas para o local” e que “três suspeitos foram mortos em confrontos com policiais”. Segundo o comunicado, existe a hipótese de que a quadrilha tenha conexão com outros estados.

“Sobre a ação dos criminosos em Bacabal, iniciada na noite deste domingo (25), a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informa que foram deslocadas várias equipes das polícias Civil e Militar para o município e cidades vizinhas. Três suspeitos, um deles do Tocantins, foram mortos em confrontos com as forças policiais. Até o início da manhã desta segunda-feira, dois suspeitos foram presos. A Polícia está estudando a conexão dos envolvidos com quadrilhas de outros estados”, diz a nota.

O governador reeleito de Maranhão, Flávio Dino (PC do B), se pronunciou sobre o caso ainda de madrugada em sua conta no Twitter.

“Sobre ações de quadrilha em Bacabal, informo que a Polícia adotou todas as providências cabíveis, inclusive com deslocamento de efetivo de cidades vizinhas. O Comandante-Geral da PM está na região. Os resultados da ação policial serão divulgados pela manhã”, escreveu. 

Horas depois, Dino confirmou o ataque à agência do Banco do Brasil e disse que a quadrilha não era do estado.

"Banco do Brasil em Bacabal foi atacado por quadrilha não sediada no Maranhão. Pessoas e veículos de vários estados. Polícia do Maranhão reagiu e continua em campo. Há criminosos mortos, feridos e presos. Secretaria de Segurança vai divulgar balanço quando ações forem concluídas", completou.

Procurado pela reportagem, o Batalhão de Bombeiros disse que ainda não tem informações sobre a quantidade de veículos e locais danificados.

A assessoria de imprensa do Banco do Brasil confirmou que uma agência foi atacada, mas disse que não tem mais informações e não falará sobre valores. A reportagem não conseguiu contato com a assessoria do Bradesco. 

Com a repercussão, o nome da cidade chegou aos Trend Topics da rede social no país.

Segurança pública