Topo

Polícia investiga morte de universitário durante churrasco em condomínio

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora (MG)

15/09/2019 19h27Atualizada em 15/09/2019 19h49

A polícia investiga a morte de um universitário durante festa em um condomínio em São Carlos, a 240 km da capital paulista. Iago Higa Padial, 22, foi encontrado na noite de ontem caído no chão do banheiro do clube que fica dentro do condomínio.

Amigos do universitário disseram que durante um churrasco entre amigos, com cerca de 10 pessoas, ele sentiu dores de cabeça. Ele cursava o segundo semestre de Química na Unesp de Araraquara, também em São Paulo, depois de entrar em 2016 na USP em São Carlos e pedir transferência.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, policiais militares foram acionados depois que um corpo foi encontrado no Jardim Paulistano, em São Carlos. Ao chegarem ao local, foram informados que o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) já havia comparecido e constatado a morte do estudante.

Testemunhas contaram aos militares que, no encerramento da festa, o universitário foi ao banheiro perto da piscina do condomínio. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, ele foi encontrado desacordado, mas a nota da secretaria não informa o momento do óbito nem quanto tempo depois o corpo foi localizado.

A polícia registrou o caso como morte suspeita e o corpo foi levado para exame de corpo de delito.

O namorado de Iago contou para a reportagem do UOL que a festa era um "churrasco caseiro, não era uma festa universitária" que Padial não estava se sentindo bem. "[Ele] teve dor de cabeça durante o dia, mas como estava muito quente, acabamos não dando muita atenção. E conforme anoiteceu e a temperatura caiu, ele se sentiu melhor", conta Iago Lamarca, que também é universitário.

Ele conta que antes de deixarem a festa, Padial foi ao banheiro. Cerca de 10 a 15 minutos depois, ao estranhar a demora, ele foi até o banheiro e encontrou o namorado caído no chão. Ele fez massagem cardíaca enquanto acionavam o resgate.

Segundo o namorado de Padial, o universitário havia bebido duas latas de cerveja no almoço. "Ele era o motorista da rodada. Ele bebeu duas latas de cerveja no almoço para poder dirigir bem à noite."

Lamarca também afirmou que Iago estava bem de saúde. "[Ele] tinha uma saúde de ferro. Ele estava bem, feliz, tanto físico quanto mentalmente."

Um ex-colega de república do universitário disse se lembrar de Padial comentar sobre exames de saúde que precisou fazer quando moraram juntos no início do curso, mas sem entrar em detalhes. "Uma das melhores pessoas que já conheci. A pessoa que mais me ajudou na graduação enquanto esteve aqui. Me incentivava a ir na aula", diz um universitário que pediu para não ser identificado.

O enterro está programado para às 10h, em São Paulo, onde Padial nasceu.

Mais Cotidiano