PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

MPRJ pede suspensão de cultos de Silas Malafaia em meio à pandemia

Pastor Silas Malafaia promove culto em igreja de Campo Grande, na zona oeste do Rio - Divulgação
Pastor Silas Malafaia promove culto em igreja de Campo Grande, na zona oeste do Rio Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

19/03/2020 19h40

O MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) entrou com uma ação na Justiça contra o empresário e pastor Silas Malafaia pedindo a suspensão dos cultos ministrados por ele.

Além da suspensão dos cultos, o MPRJ também solicita uma multa no valor de R$ 10 mil, casos os cultos sejam realizados.

Malafaia pretende continuar realizando cultos em meio à pandemia de covid-19. Hoje foi confirmada a segunda morte por coronavírus no Rio de Janeiro.

Na ação, os promotores recordam que o direito ao culto está assegurado na Constituição, mas destacam que na situação atual o direito à saúde pública é mais relevante por conta da epidemia de coronavírus.

O estado do Rio de Janeiro decretou estado de emergência na saúde pública no início da semana, com medidas que incluem a restrição de liberdades individuais para conter o avanço da doença.
Ainda assim, Malafaia afirmou que manteria seus cultos em horários normais.
Segundo o MPRJ, os cultos podem ser realizados via internet, mantendo a integridade e a saúde dos fiéis.
A cidade e o estado do Rio de Janeiro também são citados na ação. De acordo com o MP, os governos estaduais e municipais precisam fiscalizar as ações do pedido de calamidade pública que foi decretado.

Coronavírus