PUBLICIDADE
Topo

MPF cobra ações contra coronavírus em Franca (SP) e 12 cidades da região

Imagem de microscópio mostra o coronavírus em paciente infectado - National Institutes of Health / AFP
Imagem de microscópio mostra o coronavírus em paciente infectado Imagem: National Institutes of Health / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/03/2020 16h41

O MPF (Ministério Público Federal) cobrou que a prefeitura de Franca e os governos de outras 12 cidades da região no interior de São Paulo tomem medidas emergenciais para evitar a propagação do coronavírus.

Segundo a entidade, a cidade de Franca já registrou 15 casos suspeitos de covid-19, número que inclui duas mortes que dependem de exames laboratoriais para confirmação da causa.

Entre as providências cobradas pelo MPF, estão a elaboração de um plano de contingência e a aplicação, "na medida do necessário", da lei federal que prevê o isolamento e a quarentena como medidas de enfrentamento da pandemia.

Além de Franca, as outras cidades incluídas na nota do Ministério Público Federal são Aramina, Buritizal, Guará, Igarapava, Ipuã, Itirapuã, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina e São José da Bela Vista.

Os procuradores federais também querem que os gestores desses municípios façam um levantamento para identificar deficiências e vulnerabilidades no combate ao coronavírus para providenciar as soluções. Todas as medidas cobradas pelo MPF deverão se guiar pelas orientações do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública do Ministério da Saúde.

Coronavírus