PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
8 meses

Idoso de 82 anos tem dedos arrancados após ser arrastado por carro em roubo

Um idoso de 82 anos teve dois dedos arrancados após ser arrastado por carro durante assalto - Arquivo pessoal
Um idoso de 82 anos teve dois dedos arrancados após ser arrastado por carro durante assalto Imagem: Arquivo pessoal

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora (MG)

13/08/2020 18h03

Um idoso de 82 anos teve dois dedos arrancados durante assalto hoje, em Uberaba, a 482 km de Belo Horizonte. Segundo o boletim de ocorrência, o aposentado Pedro Brasileiro ficou com as mãos presas na porta do carro em um trajeto aproximado de 10 metros.

O caso foi registrado como roubo e o ladrão não foi preso até o momento da publicação da reportagem.

Era por volta de 5h30 (de Brasília) quando o idoso saía de casa, na Vila São Cristóvão. Do hospital, ele contou ao UOL ter sido abordado por um homem que anunciou o roubo do carro e pediu que saísse do veículo, mas o aposentado se negou e foi retirado à força.

"Ele é muito forte, me puxou pra fora", detalhou Pedro.

Ainda segundo a vítima, o ladrão fechou a porta na sua mão direita e começou a andar com o carro.

"Ele fechou a porta com muita força".

Depois de ficar com a mão presa no veículo por cerca de 10 metros, o idoso teve os dedos anelar e mindinho arrancados e caiu no chão. Além disso, sofreu ferimentos no braço.

"Se eu não estou com uma blusa de couro, eu teria me machucado muito mais".

O ladrão fugiu, mas abandonou o veículo perto do local do roubo. O idoso foi levado ao hospital São Marcos, onde permanece internado. De acordo com a polícia, o médico do Samu confirmou que dois dedos foram parcialmente decepados, além de uma fratura no braço esquerdo.

O idoso contou para a polícia não ter visto arma com o criminoso. A rua onde ocorreu o crime é predominantemente residencial e vizinhos relataram muita gritaria.

A polícia informou à reportagem ter obtido imagens de uma câmera de segurança mostrando o criminoso deixando o veículo para trás e fugindo a pé.

Cotidiano