PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Delegado reage a assalto armado, atira e prende suspeito em SP

Arthur Stabile

Colaboração para o UOL, de São Paulo

30/01/2021 15h51Atualizada em 30/01/2021 18h06

Um delegado da Polícia Civil de São Paulo reagiu a assalto, baleou e prendeu um suspeito na noite de sexta-feira (29), no Butantã, bairro na zona oeste da cidade de São Paulo.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado no 91º DP (Ceasa), Gilbor Miter Júnior, 33 anos, saía de uma farmácia quando abordado por três homens na Avenida Corifeu de Azevedo Marques.

Um dos suspeitos apontou uma arma na direção da cabeça do policial, que estava em seu carro, e tomou-lhe o celular. Além do aparelho, segundo a versão oficial, o suspeito o mandou-o ir ao banco de trás do automóvel.

Com medo de ser reconhecido como delegado, Gilbor não cumpriu a segunda ordem, sendo ameaçado de morte. Naquele momento, ele empurrou o homem, sacou sua arma e atirou no joelho do suspeito.

O documento da Polícia Civil aponta que os outros dois homens conseguiram fugir, enquanto o suspeito que apontou a arma para a cabeça do delegado foi preso.

O homem, de 22 anos, responderá por roubo majorado com uso de arma de fogo e está preso em flagrante. A arma do delegado, da marca Glock, calibre 9 mm, foi apreendida para a realização de perícia.

Para Caio Camargo Scarlatti, delegado do 91º DP responsável por registrar o crime, a ação de Gilbor se enquadra "sob o amparo legal das causas de exclusão da ilicitude da legítima defesa própria e do estrito cumprimento do dever legal".

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, após a tentativa de assalto na saída da farmácia na noite de ontem, a equipe policial realiza diligências para identificar e prender os outros dois envolvidos na tentativa de roubo.

"No momento da voz de prisão, o criminoso colocou a arma na cabeça do policial e dois comparsas fugiram. Para deter o trio, o delegado atirou. O indiciado ficou ferido", diz a nota.

Cotidiano