PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
6 meses

Família cava a sepultura da própria mãe em cemitério de Magé

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

19/03/2021 08h39

Um vídeo que circula na internet mostra uma família cavando a própria sepultura da mãe no cemitério de Magé, na Baixada Fluminense. Nas imagens, uma mulher aparece descalça, com uma pá na mão retirando terra do local para depois colocar o caixão na cova.

No momento que o vídeo foi gravado, a família relata que já cavava há quase duas horas - não foi informada a causa da morte da mulher e se o caso tem relação com a covid-19.

O caso ocorreu ontem no Cemitério II da Vila Esperança, e a alegação foi de que todos os funcionários haviam saído para horário de almoço.

No vídeo, é relatado: "Essa aqui que está dentro do caixão é minha mãe. Não tem um coveiro para enterrar ela. Quem está enterrando ela são os quatro filhos dela e não tem um coveiro. Vê se isso é normal, gente? Na hora de Renatinho [Renato Cozzolino (PP)] pedir voto, ele vem, mas na hora de ajudar, não ajuda. Minha mãe está sendo tratada como lixo".

A Prefeitura de Magé confirmou o ocorrido e informou que uma auditoria interna da Secretaria de Infraestrutura indicou que o diretor do cemitério liberou todos os coveiros que atuam local para fazer hora de almoço naquele momento. A prefeitura afirmou ainda que exonerou o diretor da unidade.

"É impensável em nosso governo que a população seja desassistida, ainda mais em um momento de dor. Lamentamos profundamente e informamos que todas as medidas já foram imediatamente tomadas pela gestão municipal", informou através de nota.

O prefeito Renato Cozzolino disse nas redes sociais que mandou exonerar "o diretor e todos os funcionários do cemitério que não estiveram presentes no exercício de suas funções".

"O que ocorreu hoje é inadmissível. Não pode, nem irá se repetir. Eu quero aqui na condição de prefeito me desculpar e solidarizar com todos os familiares", afirmou ele.

Coronavírus