PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Jovem de 30 anos morre de covid-19 no dia do casamento

Naian Lopes

Colaboração para o UOL, em Pereira Barreto (SP)

01/05/2021 15h46Atualizada em 02/05/2021 17h54

Um jovem de 30 anos morreu de covid-19, na cidade de Assis (SP), em 17 de abril, data em que se casaria com a sua noiva. Bruno Silva e Beatriz Miranda escolheram a data porque, no dia seguinte, completariam 11 anos desde o início do namoro.

Toda a família do rapaz foi contaminada pela doença, mas o estado clínico de Bruno se agravou e ele precisou ser transferido para o Hospital Regional de Assis em 31 de março com falta de ar e dores no corpo.

Uma tomografia foi realizada e a equipe médica identificou que ele estava com 50% do pulmão comprometido pelo novo coronavírus. A situação dele acabou se agravando após 10 dias de internação e ele teve que ser levado para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A vítima ficou com baixa saturação e cansaço excessivo, tanto que tinha dificuldade para realizar movimentos como trocar de roupa, tomar banho, sentar e até mesmo falar. No dia 14 de abril, o pulmão de Bruno estava 85% comprometido.

Ele chegou a usar a máscara VNI, que serve para melhorar os níveis de oxigenação e diminuir o desconforto respiratório. Porém, em 15 de abril, o rapaz precisou ser intubado.

Em 17 de abril, data em que Bruno se casaria, Beatriz e a família de Bruno foram informados que ele morreu em decorrência das complicações da covid-19, apesar de não ter nenhuma comorbidade.

Bruno e Beatriz estavam juntos há 11 anos

Beatriz e Bruno começaram a namorar no dia 18 de abril de 2010. Desde então, construíram uma família juntos e tiveram dois filhos: Nicolas, de 7 anos, e Miguel, de 4.

Eles estavam prontos para subir ao altar. Fotos prévias do casamento já haviam sido realizadas e pagas e o vestido de noiva estava recebendo os retoques finais.

Por conta da pandemia, eles tinham decidido adiar o evento, mas não escolheram uma nova data porque logo Beatriz apresentou os sintomas da covid-19 e não deu tempo de interromper os preparativos.

Vídeos de despedida

Após o falecimento de Bruno, a jovem chegou a publicar no seu perfil do Facebook o vídeo que seria mostrado no casamento. "O Bruno trouxe luz na minha vida, porque ele é uma pessoa maravilhosa e ele me ensina todos os dias. O Bruno me ensinou mais sobre o amor, sobre a simplicidade, sobre o carisma que ele tem, eu acabo aprendendo todos os dias", afirmou ela na postagem.

Beatriz também destacou que Bruno era um excelente pai. "O Bruno é um pai maravilhoso, ele é um paizão mesmo, todo dedicado, atencioso, amoroso, é o pai que eu escolhi pra ser dos meus filhos", declarou.

Bruno participou do vídeo e se mostrou apaixonado pela noiva. "A Bia mudou na minha vida muitas coisas. Ela foi a transição do meu período de adolescência para minha fase homem, porque a gente se conheceu muito jovem. Ela tinha 13 anos e eu 19, então vai fazer bastante tempo que a gente está junto na caminhada. Durante esse período, foi uma fase de transição muito grande. Creio que pra ela também foi", afirmou.

Além de perder o noivo, Beatriz teve que lidar com a morte da avó no dia 7 de fevereiro deste ano. Para homenageá-los, ela fez uma tatuagem com as duas datas e ressaltou que os levará para sempre na memória. "Essas datas jamais serão as mesmas", disse no seu perfil do Facebook.

Bruno Silva morreu na cidade de Assis (SP) no dia 17 de abril, data em que se casaria com a sua noiva, Beatriz Miranda, após 11 anos de namoro.

Cotidiano