PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Pará: Show no interior reúne centenas sem máscara com presença de prefeita

Colaboração para o UOL

30/07/2021 22h27

Um evento promovido pela prefeitura de São João de Pirabas, no Pará, com show ao vivo, reuniu centenas de pessoas na noite de ontem. O evento teve a presença, inclusive, da prefeita Kamily Araújo (MDB), que compartilhou fotos e vídeos em seu perfil nas redes sociais.

A chefe do Executivo da cidade, assim como a maioria dos presentes, aparece sem máscara nos registros. O evento, chamado "Fest Verão Pirabas 2021", tem uma programação extensa, e está ocorrendo no Complexo Cultural Maria Pajé.

Kamily Araújo, prefeita de São João de Pirabas, no Pará, em evento com aglomeração - Reprodução/Redes Sociais - Reprodução/Redes Sociais
Kamily Araújo, prefeita de São João de Pirabas, no Pará, em evento com aglomeração
Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Muito embora as postagens indiquem que as pessoas devem usar máscaras e respeitar o distanciamento, não é isso que se vê nas imagens. Além disso, o post do evento de ontem indicava que só seria utilizada "50% da capacidade em todos os locais de evento". A publicação diz, ainda, que haveria aferição de temperatura e equipe de saúde nas entradas principais.

A programação, divulgada nas redes sociais da Secretaria de Turismo do município, tem evento previsto, pelo menos, até o domingo, dia 1º de agosto. Ontem, o show foi do nacionalmente conhecido João Gomes, dono do hit "Meu Pedaço de Pecado".

A cidade está na fase verde do plano de retomada das atividades, desenvolvido pelo governo de Estado do Pará, que permite a retomada e flexibilização da maioria dos setores econômicos e sociais, com respeito às regras sanitárias. Apesar disso, conforme o decreto de 9 de julho são proibidas "aglomerações, reuniões e manifestações" em locais públicos, com público superior a 300 pessoas.

O UOL procurou a prefeitura da cidade por meio das secretarias de Saúde e Turismo, mas não obteve resposta. O governo de Estado do Pará também foi procurado, mas não respondeu até a última versão desta matéria.

Cotidiano