PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem usa jacaré como 'arma' durante briga em praia do Rio; veja vídeo

Igor Mello

Do UOL, no Rio

23/10/2021 15h16Atualizada em 23/10/2021 21h52

Um homem usou um pequeno jacaré como "arma" durante uma briga na Praia da Macumba, na zona oeste do Rio de Janeiro, na última quarta-feira (20). As imagens da confusão viralizaram nas redes sociais.

No vídeo é possível ver um homem segurando o réptil e tentando fazer com que ele mordesse outro banhista, com quem se desentendia. Um guarda-vidas tenta separar os dois para evitar que os envolvidos e o jacaré se ferissem. Um cachorro que estava na praia também participou da cena.

O Corpo de Bombeiros confirmou o incidente. A praia da Macumba fica no Recreio dos Bandeirantes e faz parte de um trecho da orla do Rio de Janeiro com menos urbanização, fora da Baía de Guanabara. As praias da região também ficam próximas do sistema lagunar de Jacarepaguá —onde há diversos animais selvagens, como jacarés, cobras e capivaras.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o guarda-vidas conseguiu conter a confusão. Depois disso, uma equipe da corporação foi chamada ao local. Os bombeiros capturaram o jacaré e o libertaram no Parque Natural Municipal do Marapendi, na Barra da Tijuca, habitat natural do réptil.

Jacaré viralizou em São Gonçalo

Esta é a segunda vez nas últimas semanas que a aparição de um jacaré no Rio de Janeiro gera comoção nas redes sociais. No fim de setembro, ganharam repercussão as imagens de um homem sentado em cima de um animal de mais de dois metros de comprimento em uma rua de Trindade, bairro de São Gonçalo, cidade com mais de 1 milhão de habitantes na Região Metropolitana do Rio.

O animal foi encontrado pelo peixeiro Roberto Pereira da Silva, 50 anos, que saía de casa para trabalhar pela manhã. Segundo o homem, ele ouviu um barulho embaixo de seu carro quando se preparava para sair com o veículo.

"Eu me assustei, levei um susto. Ele tentou entrar na casa de um vizinho. Aí eu peguei um pano para colocar na cabeça dele, para não correr o risco dele atacar alguém e também de ninguém fazer mal a ele", disse Roberto.

Em vídeos que circularam pelas redes sociais é possível ver o animal andando pela rua Barbacena e tentando entrar em uma das casas. Em outra imagem, Roberto já aparece imobilizando o réptil com o peso do próprio corpo. Mais que domar o bicho, a pose tranquila do peixeiro chamou a atenção, apesar do espanto com toda a situação.

Cotidiano