PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Jovem de 19 anos morre após cair de cachoeira em SC

A universitária Letícia Budal, 19, sofreu acidente na tarde de sábado (15) - Reprodução/Instagram
A universitária Letícia Budal, 19, sofreu acidente na tarde de sábado (15) Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

17/01/2022 18h39Atualizada em 17/01/2022 18h39

Uma jovem de 19 anos morreu após cair de uma cachoeira durante uma trilha recreativa em Joinville (SC). O corpo da universitária Letícia Budal foi resgatado apenas no início da tarde de ontem, após uma operação de mais de 10 horas envolvendo helicóptero e equipes por terra.

O acidente foi registrado na tarde de sábado (15) na Cachoeira Rio da Prata, dentro do Recanto das Nascentes Divinas, ponto turístico conhecido no distrito de Pirabeiraba, e que oferece até mesmo acampamento para os interessados em visitar as belezas naturais da região.

O corpo da vítima foi localizado algumas horas depois do acidente, mas a falta de visibilidade no local levou à suspensão das buscas até as 8h de domingo, segundo o GRM (Grupo de Resgate em Montanha) da cidade catarinense, que apoiou os bombeiros voluntários e a Polícia Militar. Ainda segundo nota do grupo, a recuperação do corpo de Letícia foi "de alto risco" pois ela estava sobre uma pedra logo abaixo da queda d'água.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Geral de Perícias. A Polícia Militar de Santa Catarina declarou ao UOL que não tem mais informações sobre o caso. A reportagem também tenta contato com a SSP (Secretaria de Segurança Pública) do estado para saber mais informações sobre o laudo necroscópico e possível investigação.

A mãe da jovem, Rosemeri Silva Burdal, compartilhou em seu Instagram que a filha seria sepultada às 16h de hoje no cemitério Parque Jardim das Flores, também em Joinville.

Letícia estudava Engenharia de Produção e Sistemas na UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina). "A Udesc Joinville lamenta o ocorrido e oferece condolências aos familiares e amigos", declarou a instituição de ensino em nota nas redes sociais.

Cotidiano