PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

InMet publica alerta de perigo sobre onda de frio para mais de dez estados

Pessoas caminham e se protegem do frio em avenida da zona sul de São Paulo - Bruno Rocha/Agência Enquadrar/Folhapress
Pessoas caminham e se protegem do frio em avenida da zona sul de São Paulo Imagem: Bruno Rocha/Agência Enquadrar/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

18/05/2022 14h32Atualizada em 19/05/2022 07h13

O InMet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um alerta de perigo, de nível intermediário, para mais de dez estados brasileiros devido a uma onda de frio que chegou ao território nacional nesta semana. Segundo o instituto, o aviso é válido até a noite de sexta-feira (20). As baixas temperaturas podem ocasionar riscos à saúde.

Os estados afetados são: Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O alerta também vale para o Distrito Federal.

Além da onda de frio, o InMet também alerta para um perigo potencial de geada em regiões de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo. O fenômeno é classificado como de "risco leve" para a perda de plantações.

A forte massa de ar de origem polar derrubou as temperaturas em várias capitais, criando novos recordes de temperaturas mínimas no ano. São Paulo registrou 7ºC às 07h da manhã, a menor temperatura do ano de 2022 na estação automática do Mirante de Santana. O recorde anterior era de 12,6°C, em 5 de maio, segundo a Climatempo.

O Rio de Janeiro teve os termômetros marcando 11,8°C, enquanto Belo Horizonte registrou 10,2°C. Em Brasília, a temperatura despencou para 11,4°C e em Cuiabá o recorde foi de 11°C.

Ainda ontem um ciclone subtropical atingiu o Sul do país, provocando fortes vendavais e queda na temperatura. Mais de 220 mil residências ficaram sem energia elétrica no Rio Grande do Sul.

Em Santa Catarina, a Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina usou 300 kg de sal para derreter o gelo acumulado em uma estrada que liga Urubici a São Joaquim, na serra catarinense.

Cotidiano