PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

9 garimpeiros são detidos por indígenas no PA; MPF vê 'risco de conflito'

região do garimpo Pista Velha, que fica na Terra Indígena Baú, no sudoeste do Pará - Divulgação
região do garimpo Pista Velha, que fica na Terra Indígena Baú, no sudoeste do Pará Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo e Brasília

21/05/2022 17h01

Um grupo de nove garimpeiros está em poder de indígenas do povo Kayapó na Terra Indígena Baú, no sudoeste do Pará. Os invasores tentavam reativar o garimpo ilegal Pista Velha, que fica dentro do território, quando foram dominados pelos indígenas, na última quarta-feira (18).

Desde o dia do confronto, as lideranças da região pedem apoio de forças policiais para controlar a situação. O MPF (Ministério Público Federal) confirmou a invasão e afirmou que a PF (Polícia Federal) e a Polícia Civil do Pará "foram acionadas para tomar providências urgentes". A expectativa dos indígenas é que agentes federais cheguem ao local amanhã.

Por meio do Twitter, o MPF alertou para um "risco grave de conflito" no local. Isso porque parte dos indígenas apoia os garimpeiros e, segundo as lideranças locais, podem atacar o grupo contrário aos invasores no garimpo Pista Nova, que fica a aproximadamente 10 km do garimpo Pista Velha.

O Instituto Kabu, uma das entidades que defende o povo Kayapó na região, pediu ajuda por meio de um vídeo. O vice-presidente da entidade, Myudjere Kayapó, se queixou da lentidão das autoridades para dar assistência ao caso.

"A qualquer momento, isso pode acontecer, de derramamento de sangue do povo Kayapó, por causa do garimpo ilegal. O meu tio, o meu cunhado, estão lá, o meu sobrinho está lá. O meu medo é de alguma coisa acontecer com o meu sobrinho", afirmou o líder indígena no vídeo.

Pista Nova

Na noite do domingo (15), um grupo de 28 indígenas saiu em três barcos com destino ao garimpo Pista Velha, que foi reativado em abril deste ano. No ano passado, um grupo de 40 garimpeiros foi expulso pelos Kayapós.

Os indígenas chegaram na quarta-feira e dominaram os nove garimpeiros que estavam no local. E aguardam ajuda do poder público para a retirada deles.

A preocupação agora é com o garimpo Pista Nova, que conta com um grupo de indígenas que são aliados aos garimpeiros desde 2019. Segundo organizações indígenas, o grupo está se deslocando para esse novo garimpo.

No final de abril, o Instituto Kabu alertou para o risco de conflito entre indígenas contrários e favoráveis aos garimpeiros. "O garimpo ilegal, que estava estabilizado em 2019, voltou com força influenciando aldeias que saíram do Instituto Kabu para se associar a garimpeiros. Portanto, as pressões e impactos previstos foram ainda maiores e a necessidade de mitigação aumentou vertiginosamente", afirma a entidade.

Cotidiano