PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Marcelo Xavier esteve em terras indígenas pelo menos 10 vezes, diz Funai

Presidente da Funai Marcelo Xavier - Ubirajara Machado/Funai
Presidente da Funai Marcelo Xavier Imagem: Ubirajara Machado/Funai

Do UOL, em São Paulo

27/06/2022 09h38Atualizada em 21/07/2022 15h45

Ainda que as bases do governo através do Portal da Transparência não registrem viagens do presidente da Funai (Fundação Nacional do Índio) à Amazônia desde que assumiu o cargo, em julho de 2019, a entidade informou ao UOL que Marcelo Augusto Xavier da Silva esteve em terras indígenas pelo menos 10 vezes.

A Funai enviou ao UOL links de matérias que tratam das visitas de Marcelo Xavier a territórios indígenas (conforme nota no pé do texto).

De acordo com a base de dados do governo, a única viagem do presidente da Funai foi em junho deste ano, quando ele foi a Cuiabá (MT) para participar da "Convenção sobre a Internacionalização do Estado do Mato Grosso", na Assembleia Legislativa do Mato Grosso. Ele foi convidado pelo deputado estadual Gilberto Cattani (PL) e participou do evento como palestrante.

Por nota, porém, a Funai disse que "não procedem as informações divulgadas" e que "todas as viagens seguem os normativos vigentes na Administração Pública Federal".

"O presidente da Funai fez diversas viagens a terras indígenas em 2019, 2020, 2021 e 2022, as quais foram amplamente divulgadas nos canais de comunicação da Fundação", afirmou a entidade.

A Funai voltou ao centro das atenções principalmente após a morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, do The Guardian, no Vale do Javari, na Amazônia (AM).

Greve na Funai

Na semana passada, trabalhadores da Funai fizeram uma paralisação nacional na quinta-feira (23) em protesto pelas mortes de Bruno e Dom. Eles também cobraram segurança para atuar em áreas isoladas como o Vale do Javari, região onde os dois foram assassinados, e pediram a demissão de Marcelo Xavier.

O MPF (Ministério Público Federal) emitiu uma recomendação para que a instituição não aplique sanções aos servidores que participaram da greve.

Nota da Funai

"A Fundação Nacional do Índio (Funai) informa que não procede a informação de que o presidente Marcelo Xavier não fez viagens a terras indígenas desde o início de sua gestão.

Além disso, os diretores e coordenadores da fundação também realizam viagens com frequência a áreas indígenas, as quais têm sido divulgadas constantemente nos canais de comunicação da Funai. Ressaltamos que todas as viagens seguem os normativos vigentes na Administração Pública Federal.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no título e texto da reportagem publicada inicialmente, o presidente da Funai Marcelo Xavier esteve em terras indígenas durante a sua gestão à frente da fundação. O Portal da Transparência do Governo Federal não registra as visitas, porém a Funai informou ao UOL, por meio de matérias publicadas pela entidade, que ao menos 10 visitas foram realizadas em territórios indígenas de 2019 a 2022. O texto e o título foram corrigidos.

Cotidiano