PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Sucuri dá bote em guia de pesca e assusta turistas no rio Araguaia

Colaboração para o UOL

05/07/2022 14h46Atualizada em 06/07/2022 10h42

Uma cobra sucuri deu um susto em um grupo de turistas que fazia um passeio de canoa no Rio Araguaia, no distrito de Luiz Alves, em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás. Um vídeo gravado com o celular mostra o momento em que o réptil, escondido entre dois tocos de madeira fincados no rio, salta na direção do guia de pesca que coordenava o passeio.

As imagens foram captadas pelo guia de pesca João Severino no dia 30 de junho, que utilizou o próprio celular para registrar a aventura, publicada ontem nas redes sociais. O vídeo começa com João Severino aproximando o celular dos tocos de árvores fincados no leito do rio. À medida que fica mais próximo, avista a cobra escondida.

É possível ouvi-lo dizendo: "Aqui é assim, né? A gente vai andando, a sucuri aí". Nesse momento, o réptil enorme salta de dentro da água em sua direção. Ele grita, se afasta rapidamente e cai na gargalhada. Os turistas que o acompanham também riem muito da situação.

"A sucuri ficou doida", exclama João Severino em meio às gargalhadas. "A sucuri avançou em mim". Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Em entrevista ao programa Bom dia Goiás, da TV Anhanguera, afiliada à Rede Globo em Goías e Tocantins, o guia de pesca afirmou que, quando a canoa passou pelos tocos de árvores, ele avistou a sucuri escondida.

sucuri - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

"Aí eu falei: 'Olha gente, a sucuri ali, vou filmar ela para vocês verem'. Quando eu estava filmando a sucuri, ela afastou e eu vi que ela ia dar o bote e tirei o celular do rumo dela. Mas não aconteceu nada".

Mordida forte e bactérias

O Corpo de Bombeiros alerta que as pessoas não devem se aproximar de animais silvestres, para evitar o risco de acidentes. Apesar de não serem peçonhentas, ou seja, não conterem veneno, as sucuris possuem uma mordida muito forte e as bactérias presentes em sua boca podem provocar infecções na ferida deixada por ela.

"Apesar de muitas cobras não oferecerem perigo direto aos humanos, o certo a se fazer é nunca se aproximar voluntariamente delas", afirma o biólogo Júlio Soares. "A sucuri é conhecida por matar suas vítimas enrolando seu corpo em volta delas até que sufoquem. Mas uma mordida dessa espécie pode provocar outros estragos, mesmo que a presa escape".

"As bactérias presentes na boca dessas cobras podem entrar na corrente sanguínea da vítima. Sem falar que ela também pode transmitir tétano", alerta o biólogo. "Por isso que, não importa qual cobra acabe mordendo uma pessoa, ela deve procurar socorro médico imediatamente".

Cotidiano