PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Carro atinge ponto de ônibus em viaduto no DF; vítima é arremessada e morre

Pelo menos sete pessoas se envolveram em acidente na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília - Reprodução/Facebook/Diário do Planalto
Pelo menos sete pessoas se envolveram em acidente na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília Imagem: Reprodução/Facebook/Diário do Planalto

Do UOL, em São Paulo

06/07/2022 09h56Atualizada em 06/07/2022 14h07

Um carro atingiu um ponto de ônibus na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, atropelando pelo menos cinco pessoas, por volta das 7h de hoje. Uma das vítimas, uma mulher de 54 anos, foi arremessada do viaduto em que fica a parada, caindo na avenida Eixo Monumental. Ela morreu ainda no local.

As informações foram confirmadas ao UOL pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, que informou que sete pessoas se envolveram no acidente, incluindo os ocupantes do veículo de passeio.

O veículo atropelou cinco pessoas que aguardavam o ônibus. A mulher que morreu, identificada apenas pelas iniciais G.B.S, teve uma das pernas amputada com o impacto, antes de cair de uma altura de cerca de nove metros.

Já os feridos são uma mulher de 40 anos, que ficou prensada entre o carro e o ponto de ônibus e foi transportada para o Hospital de Base, com fratura de tíbia, fíbula e fêmur da perna esquerda, além de escoriações pelo corpo.

Apesar da extensão dos ferimentos, ela estava consciente no momento do resgate. A filha da vítima, um bebê de cinco meses que estava no colo da mãe no momento do impacto, também foi resgatada acordada, mas com fraturas na tíbia e no pé, sendo encaminhada para a mesma unidade de saúde.

Dois homens também foram atingidos, mas tiveram apenas escoriações, sendo encaminhados ao hospital para checagem de rotina, ainda segundo nota do Corpo de Bombeiros ao UOL.

O motorista do veículo, de 54 anos, também teve apenas ferimentos leves. apesar de estar "desorientado" no momento do resgate. Sua mulher, de 36 anos, que o acompanhava no veículo, relatou aos bombeiros que o marido teria sofrido uma convulsão enquanto dirigia, perdendo o controle da direção.

Ao perceber a situação, ela teria tomado o volante para tentar mudar a rota do carro, mas não conseguiu desviar a tempo.

Durante o atendimento às vítimas, o trânsito no viaduto ficou interditado, mas já foi liberado. Na avenida Eixo Monumental, duas faixas de rolamento foram interditadas e permaneceram aos cuidados da Polícia Militar do Distrito Federal.

Cotidiano