PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Cracolândia: usuários invadem lojas, geram confusão e donos revidam; veja

Maurício Businari

Colaboração para o UOL

06/07/2022 15h25Atualizada em 06/07/2022 15h54

Um grupo de usuários de drogas da Cracolândia, na região central de São Paulo, tentou invadir três estabelecimentos comerciais na madrugada de hoje, na região de Santa Ifigênia. Pela manhã, outro grupo acabou entrando em confronto com ambulantes e lojistas enquanto se deslocava da Luz para outra região do Centro. Quatro pessoas foram presas. A Polícia Militar intensificou as rondas na área.

As cenas foram captadas em vídeos que circulam nas redes sociais. Um deles mostra o momento em que uma lanchonete teve a porta arrombada e acabou invadida pelos membros do grupo, na rua dos Gusmões, próximo à rua Guaianases. Outras duas lojas também tiveram as portas parcialmente danificadas.

A lanchonete chegou a ser furtada, tendo bebidas, um banco de madeira e até uma TV levados pelos invasores. Com a chegada de agentes da GCM (Guarda Civil Metropolitana), o grupo acabou se dispersando.

Em nota, a Secretaria Municipal de Segurança Urbana informou que uma equipe da GCM realizava patrulhamento na avenida Rio Branco, quando avistou um grupo de indivíduos tentando invadir os comércios.

Durante a ação, os agentes conseguiram deter quatro infratores, que estavam tentando arrombar a porta de um dos comércios. Os demais envolvidos fugiram do local.

Uma lanchonete foi invadida e duas lojas ficaram com as portas parcialmente danificadas. Na tentativa de fuga, um dos homens se feriu e foi socorrido à UPA Vergueiro pelos agentes da GCM. A ocorrência foi apresentada no 77º Distrito Policial.

Confusão se agravou pela manhã

Apesar de contida durante a madrugada, a confusão se intensificou pela manhã, enquanto um grupo numeroso de usuários se deslocava entre os bairros da Luz e Campos Elíseos. Eles caminhavam pelas ruas promovendo arrastões, chutando as portas dos comércios, derrubando placas e furtando objetos.

Alguns lojistas e ambulantes chegaram a partir para cima dos usuários com paus e porretes nas mãos, agredindo quem tentava vandalizar ou furtar os comércios. Houve momentos de confronto físico.

"Eles chegaram arrepiando, quebrando tudo, xingando todo mundo", afirmou ao UOL Eliezer Dias dos Santos, que possui uma pequena loja de acessórios para celulares na Santa Ifigênia. "Ninguém aguenta mais. Eles não têm respeito por nada. Vai ser mais um dia que vou ter que ficar com o comércio fechado".

Amigo de Eliezer, o ambulante Rodrigo Santos disse que chegou a correr atrás de um homem com um porrete improvisado: um pedaço de pau da própria banca, onde comercializa eletrônicos de pequeno porte.

Teve um que veio para cima de mim, dando chute. Mas a gente já estava vendo eles de longe, subindo a rua. Não tive dúvida. Peguei um pedaço de pau e saí metendo porrada. A gente não quer violência. Mas vai apanhar de graça? Cadê a polícia? Cadê a prefeitura que não faz nada? Ambulante Rodrigo Santos.

A Secretaria de Segurança Pública informou que equipes da unidade realizam diligências visando a identificação de outros envolvidos. Paralelamente, a Polícia Militar, por meio do 13º BPM/M, intensificou o patrulhamento nas áreas citadas na ocorrência.

Prefeitura diz que ampliou abordagens

Por meio de nota, a prefeitura de São Paulo afirma que ampliou suas equipes de abordagem na região central e contratou este mês mais 33 profissionais para a equipe do Seas (Serviço Especializado de Abordagem Social Modalidade).

"No período entre 25 março até a última segunda-feira (04), os orientadores registraram mais de 11.000 abordagens no território que resultaram em cerca de 2.800 encaminhamentos e mais de 8.000 orientações", informou a prefeitura, em nota.

Já a Secretaria de Segurança Pública informou que ontem foi deflagrada a 16ª etapa da Fase V da Operação Caronte, cujo objetivo é combater o tráfico de entorpecentes na região da Cracolândia e seu entorno.

"A ação resultou na captura de dois indivíduos procurados pela Justiça Pública e na prisão de um homem em flagrante. Com ele, foram encontrados um celular com registro de roubo, dois aparelhos sem origem comprovada, quatro balanças de precisão, um carregador de telefone e dois simulacros de arma de fogo. Os objetos foram apreendidos para perícia técnica. E os detidos permanecem à disposição da Justiça", informou o órgão, em nota.

Cotidiano