Prefeito goiano é suspeito de invadir casa e atirar 15 vezes contra ex

O prefeito de Iporá (GO) é suspeito de invadir a casa de sua ex-mulher e atirar 15 vezes contra a porta do quarto dela, na madrugada deste sábado (18). Ninguém foi atingido. O político está foragido.

O que aconteceu

O prefeito Naçoitan Araújo Leite (sem partido) destruiu o portão da casa de sua ex-companheira com sua caminhonete.

Eles estavam separados havia cerca de dois meses, segundo fontes da Polícia Civil ouvidas pelo jornal O Popular, um dos principais de Goiás.

Dentro da casa, estava a ex-mulher de Leite e o namorado dela.

Assustados com o barulho do choque do veículo contra o portão, o casal se trancou dentro do quarto.

O prefeito tentou invadir o quarto, mas não conseguiu. Disparou 15 tiros e depois fugiu.

Leite é procurado pela Polícia Civil por tentativa de feminicídio contra a ex-mulher e por tentativa de homicídio contra o namorado dela.

A Prefeitura de Iporá disse que não se pronunciaria.

Continua após a publicidade

A SSP-GO (Secretaria de Segurança Pública de Goiás) informou que o incidente de violência doméstica está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Iporá, e que o delegado do caso só se pronunciará "em momento oportuno".

Outras polêmicas do prefeito

Não é a primeira vez que o prefeito se envolve em polêmicas. De acordo com o jornal O Popular, Leite foi filmado em uma discussão de trânsito em setembro passado. Um homem diz ter que o prefeito o perseguiu e ameaçou na ocasião.

Em novembro do ano passado, o prefeito foi suspenso do partido União Brasil, após pedir a "eliminação" do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, e do ministro Alexandre de Moraes, que na época era presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Após a repercussão negativa, Leite disse que a eliminação" seria política, não literal.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora