Conteúdo publicado há 4 meses

Ação de PM contra mãe de aluna foi abuso de autoridade, diz advogada

A ação de um policial militar do Paraná contra uma mãe que foi denunciar racismo contra sua filha foi abuso de autoridade, diz a advogada e pesquisadora do Núcleo de Estudos afro-brasileiros da Universidade Federal do ABC Thayna Yaredy, em entrevista ao UOL News nesta terça (21).

Fico muito surpresa quando o policial diz que a mãe tem uma conduta de desacato para com ele, sendo que ela se diz reiteradamente coagida com a presença dele e a tomada de decisão dele de não sair da porta para ela se retirar. Também é possível notar um abuso de autoridade e um desrespeito a direitos e garantias fundamentais como o direito de ir e vir, por exemplo. Fora os regulamentos da escola e da própria corporação. Thayna Yaredy, advogada

Para Thayna, a atitude do pai, diante de um possível caso de racismo, pode significar a perpetuação da atitude criminosa.

O que pode acontecer é uma réplica de um comportamento reprovável profissional e eticamente por parte dessa criança que já incorrem atitudes antidiscriminatórias.Thayna Yaredy, advogada

Percebo que, pelo vídeo, dá para notar que o abuso travestido de um possível abuso de autoridade por parte deste senhor, desse servidor público — mas também de um possível delito cometido pela mãe —, que na verdade foi denunciar uma prática discriminatória contra a sua filha, também denota uma cultura recorrente no Brasil: da relativização do racismo, do uso de privilégios e da não conclusão e [?] tomada de responsabilidades por condutas racialmente discriminatórias nesse país.Thayna Yaredy, advogada

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes