Corpo da menina Hadassa é encontrado; suspeito confessa estupro

O corpo da menina Kemilly Hadassa Silva, de 4 anos, foi encontrado na beira de um valão em Nova Iguaçu, no Rio.

O que aconteceu

O corpo estava escondido em um saco de ração perto da casa do suspeito, um primo da mãe de Hadassa. O homem confessou que estuprou e matou a menina, segundo a polícia.

Hadassa desapareceu entre a noite de sexta (8) e a madrugada de sábado (9) na comunidade Beira Rio. Ela dormia em casa com os irmãos de 7 e 8 anos.

Na noite do crime, a mãe das crianças, Suellen, saiu de casa por volta das 23 horas e deixou as crianças dormindo sozinhas. Quando ela voltou, Hadassa não estava mais na casa. Os irmãos não perceberam o momento em que a menina desapareceu. As informações são do jornal O Globo.

A residência da família fica no mesmo terreno onde moram outros parentes de Hadassa. Porém, ninguém percebeu a presença de estranhos no local durante a madrugada.

O suspeito indicou aos policiais onde abandonou o corpo. O caso foi registrado na 56ª DP (Comendador Soares) e é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense.

Hadassa era a única menina entre cinco filhos de Suellen. Os meninos têm 2, 7, 8 e 9 anos. "Meu sonho era fazer a festa dela de 15 anos. Tem quatro anos que crio ela sozinha. Pedi muito a Deus pela vinda dela ao mundo. Os irmãos dela estão chorando muito", contou Suellen ao Globo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora