Conteúdo publicado há 5 meses

Antena captou sinal de celular de passageiro do helicóptero que sumiu em SP

Uma antena captou sinais do aparelho celular de um dos passageiros do helicóptero que desapareceu em São Paulo no último dia 31 de dezembro.

O que aconteceu

O sinal do aparelho estava na mesma região onde outro celular havia sido localizado anteriormente. A SSP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) não informa, porém, de quais passageiros são os sinais.

O acesso à localização das antenas dos celulares pode ajudar a localizar a aeronave e os tripulantes. A polícia não deu detalhes sobre quando ou onde os sinais foram captados.

"A Polícia Civil esclarece que não foi realizada a interceptação telefônica de áudio, dados telemáticos, ou mensagens de texto dos ocupantes do helicóptero desaparecido", diz a nota.

Os aparelhos dos outros dois passageiros, no entanto, não tiveram sinais de atividade. Isso indica, segundo a polícia, que estejam desligados.

Quem são os passageiros

O piloto Cassiano, e os passageiros Raphael, Letícia e Luciana Rodzewics
O piloto Cassiano, e os passageiros Raphael, Letícia e Luciana Rodzewics Imagem: Reprodução/Arquivo Pessoal

Estavam a bordo do helicóptero Luciana Rodzewics, 46 anos, a filha dela, Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, 20 anos, e Raphael Torres, amigo da família. Foi Raphael quem as convidou para o passeio bate e volta, segundo Silvia Santos, irmã de Luciana.

O piloto foi identificado como Cassiano Tete Teodoro, responsável pelo helicóptero. O UOL tenta contato com a empresa responsável pela aeronave e o espaço segue aberto para manifestações.

Continua após a publicidade

Helicóptero desapareceu dia 31 de dezembro

FAB (Força Aérea Brasileira) e PM de São Paulo realizam buscas aéreas desde o dia 1º de janeiro. A operação para encontrar o helicóptero entrou no 10º dia nesta quarta-feira (10).

Os helicópteros sobrevoaram as regiões de Paraibuna, Natividade da Serra, Redenção da Serra, Serra do mar de Caraguatatuba e São Luiz do Paraitinga. O Corpo de Bombeiros também já verificou alguns pontos.

Passageiras gravaram vídeos com céu nublado

Luciana gravou um vídeo mostrando a decolagem e início do voo, ainda em São Paulo. As imagens foram compartilhadas nas redes sociais dela.

Letícia também gravou um vídeo mostrando o mau tempo. Ela enviou a imagem e mensagens ao namorado por volta de 14 horas do dia 31 de dezembro relatando que estava "perigoso", com "muita neblina" e que, por isso, voltariam para a capital.

Continua após a publicidade

Letícia mandou mensagens ao namorado e disse que a aeronave fez um pouso de emergência. Mensagens às quais o UOL teve acesso mostram que ele questionou onde o helicóptero estava, ao que a jovem respondeu: "Sei lá, amor. Tô parada no meio do mato."

"Tempo ruim. Não dá para passar. Pousamos no meio do mato", escreveu Letícia.

De acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava regular para voos. Contudo, a operação para táxi aéreo estava negada.

Deixe seu comentário

Só para assinantes