Conteúdo publicado há 1 mês

PM atira em pitbull e alega risco de ataque no ES; caso é investigado

Um policial militar atirou três vezes e matou um cachorro da raça pitbull para, segundo ele, evitar um ataque. O caso aconteceu na noite da última quarta-feira (17) em Vila Velha (ES). A PM informou que irá apurar o caso.

O que aconteceu

O homem relatou à PM que o animal correu em direção à família dele de forma agressiva. O policial estava passeando na rua com a esposa, a mãe e dois cachorros de médio e pequeno portes quando o pitbull apareceu correndo de maneira brusca.

O cachorro fugiu pelo portão de uma casa. Ele saiu na rua desacompanhado, sem coleira e sem focinheira, de acordo com o policial militar que efetuou os disparos.

A esposa do homem conseguiu correr para fugir, mas a mãe dele, uma idosa de 72 anos, não. Diante da cena, o agente "precisou utilizar os meios que tinha à disposição para evitar o ataque" e atirou três vezes contra o cachorro, segundo o relato feito à Polícia Militar.

A PM disse que irá apurar o caso internamente. Após o ocorrido, o próprio homem acionou a Polícia Militar pelo Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) e aguardou a chegada da guarnição.

A DPMA (Delegacia Especializada de Proteção e Meio Ambiente e Patrimônio Cultural) também investiga a ocorrência. A Polícia Civil afirmou que, para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada.

Deixe seu comentário

Só para assinantes