Conteúdo publicado há 21 dias

'Não nos convence', diz delegado após motorista de Mercedes negar racha

O delegado Ednelson Martins afirmou que depoimento do motorista do carro de luxo Carlos André Pedroni, que fugiu sem prestar socorro após colidir com uma moto em Barueri (SP), não o convence. Nesta quarta-feira (22), o condutor negou ter praticado racha e disse que não estava embriagado.

O que aconteceu

O delegado explicou que a polícia já esperava que o condutor do Mercedes fosse negar o racha. "Nós já esperávamos esse tipo de depoimento. É evidente que ele ia negar. Então, o nosso trabalho não cessa com o depoimento dele", disse em entrevista coletiva, na noite desta quarta.

Ednelson Martins ressaltou que as informações fornecidas não são verossímeis. "Com as próprias informações ele que forneceu, que também não são verossímeis, a gente vai continuar com a nossa investigação. Como eu já disse, nós temos que trabalhar com algumas provas técnicas, principalmente, para provar essa questão do racha".

Carlos André Pedroni prestou depoimento hoje no 2º DP de Barueri. A suspeita é de que ele tenha atingido a moto enquanto disputava um "racha" com o motorista de outro Mercedes. A mulher que estava na garupa precisou passar por procedimento cirúrgico e teve a perna direita amputada.

O simples fato de ele negar o racha com as imagens que nós temos e com as que estão sendo analisadas, não nos convence. Agora, não dá para afirmar isso [que era um racha] nós temos que trabalhar com provas técnicas.
Delegado Ednelson Martins

Delegado afirmou que não cabe prisão temporária neste momento da investigação. "Falar em prisão nesse momento é complicado. Mas isso não significa que, eventualmente, ele não possa ser preso", destacou. Pedroni será indiciado por lesão corporal gravíssima, fuga do local do acidente e omissão do socorro.

Polícia investiga itinerário do empresário. Objetivo é traçar o caminho que ele percorreu. "Nós não temos essa informação [se ele bebeu bebida alcoólica]. Estamos traçando o itinerário de onde ele percorreu. Se ele parou em algum lugar, se ele frequentou algum lugar. Ele falou que vinha de São Paulo. Foi levar a namorada até SP para buscar algumas roupas para dormir aqui [em Barueri]. No retorno aconteceu o acidente".

Em depoimento, o homem afirmou que foi vítima de uma recente tentativa de sequestro. Por isso, teve medo e fugiu do local do acidente. Sobre isso, o delegado afirmou que não há registro do caso. "Por isso que não nos convence. A gente vai continuar trabalhar com as várias imagens que nós temos. Vamos partir para a perícia técnica, no veículo, aferir a velocidade e com isso vamos ter mais convicção".

Empresário se apresentou à polícia

Carlos André Pedroni prestou depoimento hoje
Carlos André Pedroni prestou depoimento hoje Imagem: Reprodução/TV Globo
Continua após a publicidade

O empresário Carlos André Pedroni se apresentou hoje no 2º DP de Barueri. Ele estava acompanhado da namorada e da advogada.

Pedroni negou o racha e disse que não estava embriagado. "Estou aqui para falar o seguinte. Não foi um racha, eu não estava embriagado. Foi um acidente onde surpreendentemente eu não vi onde foi o impacto", afirmou. Declaração foi feita na saída da delegacia, após o depoimento, por volta das 18h desta quarta-feira (22).

Ele falou que deixou o local da colisão por medo. "Devido a um histórico recente de eu ter sido vítima de um sequestro, eu cheguei a parar o carro, mas minha ação foi sair do local", afirmou.

O investigado disse ainda que quer prestar apoio às vítimas. "Minha prioridade agora é localizar e dar apoio às vítimas e suas famílias. E quando a gente passar esse momento entender o desenvolvimento do processo, eu volto a falar com vocês com mais detalhes".

Dentista investigado também prestou depoimento

Roberto Viotto, conhecido como ''dentista dos famosos'', foi ouvido na delegacia suspeito de participar de suposto racha que causou um acidente em Barueri (SP)
Roberto Viotto, conhecido como ''dentista dos famosos'', foi ouvido na delegacia suspeito de participar de suposto racha que causou um acidente em Barueri (SP) Imagem: Reprodução / Clínica Viotto
Continua após a publicidade

Outro carro de luxo que aparece nas imagens durante o acidente também foi identificado. Ainda segundo o delegado, a CNH de Roberto Viotto havia sido liberada da suspensão há um mês. "Cumpriu pena em outro momento e está habilitado a dirigir", confirmou.

O dentista Roberto Viotto prestou depoimento à polícia na madrugada desta quarta. Segundo a advogada Silmara Viotto, ele teria se apresentado espontaneamente aos policiais quando viu o acidente pela TV no dia seguinte. O carro ficou retido para perícia.

''O que houve foi que o Viotto viu o Mercedes se aproximando, acelerou e foi embora'', explicou ao UOL. Segundo a advogada, ele não teria visto nada do acidente, porque estava ''à frente do outro carro, e estava escuro''.

Condutor da moto atingida será ouvido assim que for liberado do hospital. ''O condutor da moto está bem, está passando por uma avaliação de possível cirurgia. A gente espera poder falar também com ele, pois será uma prova importante do que realmente aconteceu naquele local".

Entenda caso

A mulher, de 36 anos e que teve a perna amputada, estava na garupa de uma moto. O caso foi registrado na noite da segunda-feira (20) e a informação foi repassada por testemunhas à Polícia Civil.

Continua após a publicidade

Motoristas dos dois carros fugiram sem prestar socorro. A mulher está internada em um hospital do município. O estado de saúde dela é estável, informou a Prefeitura de Barueri.

Condutor da moto ficou ferido e também foi socorrido. Ele fazia transporte por aplicativo e tinha acabado de buscar a passageira. O serviço de mototáxi não é regulado no município, informou a prefeitura.

Velocidade da pista é de 40 km/h. Não há registro de qual era a velocidade dos veículos que apostavam corrida no local.

Deixe seu comentário

Só para assinantes