Conteúdo publicado há 25 dias

Adolescente só matou irmã para conseguir matar mãe em seguida, diz polícia

O adolescente de 16 anos, apreendido por suspeita de ter assassinado a família em São Paulo, afirmou à polícia que só atirou na irmã para conseguir matar a mãe.

O que aconteceu

Jovem disse que gostava da irmã. Ele contou à polícia que tinha uma boa relação com a adolescente, mas decidiu matá-la para que ela não o impedisse de também assassinar a mãe.

Menina foi morta após ouvir disparo dentro de casa. Após matar o pai, adolescente foi ao andar superior da casa, onde estava a irmã, que foi baleada por perguntar sobre o barulho de tiro.

Jovem diz que não conseguiria manter irmã em cativeiro. Ele queria impedir que irmã entrasse em contato com a mãe, que estava trabalhando fora de casa.

Ele almoçou do lado dos corpos e foi à padaria e academia enquanto esperava a mãe voltar do trabalho. Por volta das 19h, ele abriu o portão e aguardou a mãe entrar. Ela foi baleada nas costas após se assustar com o corpo do marido na cozinha.

Relembre o caso

Adolescente contou à polícia que planejou as mortes porque estava com raiva dos pais. Ele diz que foi chamado de "vagabundo" e proibido de usar o celular e o computador durante uma discussão no dia anterior ao crime.

Ele se entregou no domingo (19). Adolescente ligou para a polícia e contou que havia matado os familiares usando a arma do pai. Os agentes foram até a residência, na rua Raimundo Nonato de Sá, Vila Jaguara, e constataram os óbitos.

Adolescente diz que se incomodou com o cheiro dos cadáveres na casa. Ele ficou surpreso ao saber da apreensão, diz o delegado Roberto Afonso. "Ele tomou um susto, foi uma surpresa, ele se espantou com isso".

Deixe seu comentário

Só para assinantes