Conteúdo publicado há 25 dias

Justiça marca audiência de condutor de Porsche que causou colisão com morte

A primeira audiência judicial de Fernando Sastre Filho, motorista do Porsche que colidiu com um carro de aplicativo e deixou um homem morto no fim de março, foi marcada pela Justiça paulista para a próxima sexta-feira (28).

O que aconteceu

A audiência de instrução está marcada para acontecer no Fórum Criminal da Barra Funda, na capital paulista. A informação foi divulgada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Na audiência de instrução, são colhidas provas orais. Testemunhas e partes importantes do processo podem depor nesta fase de pré-julgamento. Como o caso segue em segredo de Justiça, não é possível identificar quem deve ser convocado a falar na sexta.

Motorista transitava em alta velocidade

Fernando foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por dirigir embriagado e assumir o risco de matar em alta velocidade. A perícia constatou que o homem dirigia o Porsche a 156km/h momentos antes da colisão — na avenida onde houve a batida, a Salim Farah Maluf, o limite de velocidade é de 50 km/h.

A colisão vitimou fatalmente o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana. O amigo de Fernando, que estava no banco carona, se feriu gravemente na colisão.

O homem está preso em Tremembé. Após a Justiça determinar prisão preventiva contra o motorista do Porsche, a defesa teve pedido acatado para Fernando ser encaminhado para a unidade prisional, alegando riscos à integridade física do réu. Não há confirmação sobre a presença física do réu durante o julgamento.

O UOL tenta contato com a defesa de Fernando. Caso haja resposta, o texto será atualizado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes