PUBLICIDADE
Topo

Doria vai gravar participação na campanha de TV de Bruno e exaltar parceria

O governador João Doria vai gravar participação na propaganda eleitoral de TV de Bruno Covas - SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
O governador João Doria vai gravar participação na propaganda eleitoral de TV de Bruno Covas Imagem: SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

29/09/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Doria deve gravar nos próximos dias participação na campanha de TV de Covas
  • Tom será de parceria entre município e estado
  • Datafolha apontou que 59% dos eleitores não votariam em candidato apoiado por Doria

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), deve gravar nos próximos dias uma participação na propaganda eleitoral vinculada na TV pelo candidato a reeleição em São Paulo, Bruno Covas (PSDB). Ainda não há uma data agendada, mas a aparição é confirmada mesmo com a pesquisa Datafolha divulgada na semana passada, que apontou que 59% dos eleitores da cidade não escolheriam um nome indicado pelo governador.

A diretriz da campanha de Bruno Covas é não esconder Doria. Ele já se manifestou sobre o assunto e afirmou que vai mostrar à população que a parceria com o estado é benéfica para o município.

"Não tenho nada a esconder, todos os meus apoios são claros, não faço nada escondido. Ao longo destes últimos anos, fizemos muita coisa em comum aqui, prefeitura e governo do estado. Essa é uma atuação conjunta em que a cidade sai ganhando", declarou Bruno, depois de uma missa no domingo que marcou seu primeiro ato de campanha.

A avaliação é que não é possível dar as costas a um governador do mesmo partido. Além disso, Bruno foi vice-prefeito de Doria na última eleição e assumiu a prefeitura com a saída do companheiro de chapa, que optou por concorrer ao governo. Em relação ao resultado da pesquisa, a interpretação é que este dado pode mudar.

Tom da gravação será analisado com cuidado

Um item importante da participação de Doria na propaganda de TV é o tom de seu discurso. Adversários do atual prefeito tentam colar em Bruno uma imagem de subalterno ao governador. Os integrantes da campanha discordam desta avaliação e dizem que a estratégia não terá efeito.

Mesmo assim, o texto da aparição de Doria deve passar por avaliação do marqueteiro, Felipe Soutello, que prepara o conteúdo da campanha de reeleição no rádio e na TV. Ele vai encaixar a fala do governador na estratégia da campanha. Bruno tem se apresentado como um prefeito que foi testado por uma série de crises na cidade, pela pandemia e por um câncer.

O candidato afirmou que enfrentou com êxito os problemas e é o nome certo para governar a cidade e superar os problemas causados pela pandemia de covid-19. A aparição de Doria se encaixaria neste contexto informando que a parceria entre ambos trouxe benefícios em setores como transporte, assistência social, saúde e segurança pública. Os dois trabalhando juntos ajudariam a cidade.

Outra ferramenta para mostrar a independência de Covas é mostrar que, durante a pandemia, o governo deu autorização para algumas medidas, mas a palavra final sempre foi do prefeito. Um exemplo é a educação. Desde o início de setembro são permitidas atividades extracurriculares, mas somente em outubro elas serão liberadas na capital.

Eleições 2020 em SP: políticos fazem campanha na capital