PUBLICIDADE
Topo

'Situação ridícula a sua', diz Datena a Witzel sobre possível impeachment

Questionado por Witzel sobre o porquê de não ter saído como candidato, Datena disse: "para não passar uma situação ridícula como a sua" - Reprodução/TV Bandeirantes
Questionado por Witzel sobre o porquê de não ter saído como candidato, Datena disse: 'para não passar uma situação ridícula como a sua' Imagem: Reprodução/TV Bandeirantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/10/2020 21h13

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), acusado de improbidade administrativa e mau uso do dinheiro público durante a gestão da pandemia da covid-19, questionou o apresentador José Luiz Datena hoje (7), durante o programa Manhã Bandeirantes, da rádio Bandeirantes, sobre o motivo do apresentador ter desistido da carreira política.

"Para não passar por uma situação ridícula como a sua, impeachmado, e ser acusado de ladrão. O senhor se diz vítima de injustiça, então para não enfrentar essas situações ridículas que expõem não somente o senhor, mas também a sua senhora, refuguei de entrar na política", explicou Datena.

"Não quero entrar no chiqueiro e sair com o cheiro do chiqueiro. O dia em que eu sentir segurança que o ambiente é legal, eu entro", acrescentou.

Em agosto, Datena afirmou que desistiu das eleições de 2020 a pedido da Bandeirantes, mas deixou em aberto uma possível candidatura nas próximas eleições.

O jornalista era cotado para ser vice do prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta reeleição em São Paulo, ou para concorrer a prefeito pelo MDB.

No MDB, Datena é visto como uma figura mais talhada para o Senado do que para ser vice-prefeito. Ele também disse que o partido ofereceu a vaga para ele concorrer a governador, mas que realmente prefere o Senado.