PUBLICIDADE
Topo

Fortunati diz que Marchezan usa fake news para esconder incompetência

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/10/2020 15h50

O ex-prefeito de Porto Alegre e novamente candidato ao posto, José Fortunati (PTB), disse que o atual mandatário da cidade, Marchezan Júnior (PSDB), 'gosta de fake news'.

A declaração de Fortunati foi dada durante sabatina do UOL, em parceria com a Folha de S. Paulo, transmitida hoje, após ser questionado sobre as críticas de Marchezan, candidato à reeleição, de que o ex-prefeito "deixou a cidade quebrada".

"O prefeito tentou criar a ideia de que ele teria encontrado uma cidade quebrada, para tentar não mostrar sua incompetência", disse Fortunati, que foi prefeito de Porto Alegre de 2010 a 2016.

Marchezan também já fez acusações de corrupção na gestão de Fortunati, que disse estar 'muito tranquilo' sobre o assunto.

"Não fui indiciado em nenhum caso de corrupção", declarou o ex-prefeito ao colunista do UOL Leonardo Sakamoto e à jornalista da Folha Paula Sperb..

"Existiram casos de corrupção, como existem atualmente. O prefeito tenta desconhecer e fica impressionado, como se nada o atingisse", afirmou.

Fortunati citou, inclusive, a batalha judicial que irá definir se Marchezan passará por um processo de impeachment.

Na última pesquisa Ibope, o ex-prefeito apareceu com 14% das intenções de voto, atrás de Manuela D'Ávila (PCdoB), com 24%

Posicionamento político e alianças

O ex-prefeito se apresentou como um "porto alegrista" e afirmou que estaria 'fugindo dos extremos'.

Questionado sobre aliança entre o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ele disse ter "a maior tranquilidade" em relação a possíveis interferências.

"Uma coisa é o presidente do partido pensar de uma forma, em relação à conjuntura. [Mas] isso não impõe qualquer obrigatoriedade a seus filiados", afirmou.

"O que importa nessa gestão municipal é a relação onde o prefeito faça valer seu papel de gestor da cidade, vá buscar parcerias com o governo do estado e governo federal, buscando recursos e políticas públicas", declarou.

Educação, retomada das aulas e creches

No plano de governo, o candidato promete estender o horário de creches municipais, o objetivo seria atender as mães que trabalham em horários alternativos.

Fortunati disse que pretende utilizar recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) para cumprir a promessa.

Sobre a volta às aulas, o candidato disse que defende a retomada das aulas nas escolas públicas, desde que os protocolos de saúde sejam implantados, o que ele disse não estar acontecendo.
"Os protocolos de saúde existem virtualmente, mas não existem na prática", afirmou

Segundo ele, a realidade é que não existem condições para que as escolas possam operar.