PUBLICIDADE
Topo

Boulos sobre votos de Russomanno: 'É um erro achar que são bolsonaristas'

Leonardo Martins

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/11/2020 13h52

O candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, disse hoje que os eleitores que votaram em Celso Russomanno (Republicanos) não são "ideologicamente de direita ou bolsonaristas". Para Boulos, o apresentador de TV ganhou votos daqueles que acompanhavam seu programa televisivo.

O líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), que disputa o segundo turno do pleito com o atual prefeito e candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB), foi entrevistado pelos colunistas do UOL, Leonardo Sakamoto e Diogo Schelp.

Acredito, sim, que muita gente que votou pela mudança, não quer continuidade, podem optar pela nossa candidatura. É um erro achar que quem votou no Russomanno são ideologicamente de direita ou bolsonaristas. São muitas vezes pessoas que tinham relacionamento com ele pelo programa de TV.

Ao final, Boulos ainda fez um apelo aos eleitores de Russomanno na disputa. "[Os eleitores] Demonstraram desejo de mudança, e a candidatura de mudança nesse segundo turno é a minha com a [candidata à vice, Luiza] Erundina".

Covas e Boulos foram ao segundo turno com 32,85% e 20,24% dos votos válidos, respectivamente. Márcio França (PSB) ficou em terceiro lugar, com 13,64% dos votos. Já Russomanno ocupou o quarto lugar, com 10,50% dos votos, registrando seu pior desempenho nos pleitos pela capital.

*Colaboraram com a cobertura Allan Brito e Rafael Bragança, do UOL, em São Paulo