PUBLICIDADE
Topo

Após farpas com Campos, Arraes celebra Datafolha: 'Recife terá prefeita'

Os deputados federais João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT), herdeiros políticos de Miguel Arraes, se enfrentam na disputa no Recife - Arte/UOL
Os deputados federais João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT), herdeiros políticos de Miguel Arraes, se enfrentam na disputa no Recife Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

19/11/2020 18h00Atualizada em 19/11/2020 20h02

A candidata Marília Arraes (PT) celebrou por meio das redes sociais o resultado da primeira pesquisa Datafolha na disputa do segundo turno para a Prefeitura do Recife, em que aparece à frente do seu rival, João Campos (PSB). Arraes tem 41% dos votos totais, e Campos, 34%.

"Recife vai ter prefeita!", comemorou a candidata, confiante, em seu perfil nas redes sociais. "Mais uma pesquisa confirma que estamos à frente", vibrou, em seguida.

João Campos optou por não comentar o resultado do Datafolha até a publicação desta nota.

Os dois candidatos participaram de debate promovido pela Rádio Jornal, na manhã de hoje. Houve muita troca de farpas e de acusações.

No encontro, João Campos fez críticas a Marília, que rebateu dizendo que a campanha do primo estava "desesperada". "Agora muito me impressiona porque na maioria dos temas aqui a candidata fala e parece que ela não foi vereadora por dez anos na cidade do Recife, e não fez esse debate ou não fez essa contribuição", afirmou João.

"No discurso cabe tudo, agora na prática só vale o que você fez ou que deixou de fazer. É por isso que no meu plano só tem projetos concretos e viáveis. E muito trabalho a ser feito pelo futuro do Recife", prosseguiu.

Em sua réplica, Marília acusou a campanha do primo de promover ataques e espalhar fake news. "O desespero do lado de lá está grande. É impressionante a quantidade de fake news e ataques que estão criando contra a gente, um candidato que se dizia paz e amor virou a chave. Enquanto isso, estamos aqui com as melhores propostas pro Recife", ressaltou.

"As pessoas não acreditam mais nas propostas do PSB. Os candidatos preparados pelo marketing nem conhecem as necessidades das pessoas. O que a gente quer é colocar pra funcionar os equipamentos da cidade que estão abandonados", concluiu.

Disputa em família

João Campos é bisneto e Marília é neta do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes, avô do ex-governador Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em 2014, durante campanha para a presidência da República.

O racha da família Arraes foi oficializado na época que Eduardo se lançou como candidato a presidente e Marília informou que iria votar em Dilma Rousseff (PT). À época, o presidenciável evitou falar na decisão da prima e afirmou que a democracia existe para todos.

João Campos, 26, é engenheiro civil e deputado federal em primeira legislatura. Na campanha para prefeito, ele conta com o apoio do governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), e do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), que não concorre ao cargo por ter sido reeleito.

Marília, 36, é advogada, deputada federal em primeira legislatura e foi três vezes vereadora em Recife. Para disputar a prefeitura, ela desafiou o diretório municipal do PT, que tinha definido apoiar a candidatura de Campos. Marília conseguiu convencer a direção nacional do partido, que anulou a decisão do diretório municipal e teve o nome lançado ao cargo. Ela já foi filiada ao PSB e trocou de partido em 2016.

Pesquisa Ibope

Além da pesquisa Datafolha de hoje, Marilia Arraes também está em vantagem segundo pesquisa do Ibope divulgada na noite de ontem. Ela aparece numericamente à frente, com 45% das intenções de votos. João Campos tem 39%.

Como a margem de erro é de três pontos, para mais ou menos, neste caso, os dois estão tecnicamente empatados, no primeiro levantamento referente ao segundo turno da eleição na capital pernambucana.

Brancos e nulos somaram 15%. Não sabem ou não responderam foram 1%.

  • Marilia Arraes (PT): 45%
  • João Campos (PSB): 39%
  • Branco/nulo: 15%
  • Não sabe/não respondeu: 1%

Votos válidos

Em relação aos votos válidos, quando são excluídos os votos brancos e nulos, o resultado fica assim:

  • Marilia Arraes (PT): 53%
  • João Campos (PSB): 47%