PUBLICIDADE
Topo

Covas precisa aprender que eleição não se ganha na véspera, diz Boulos

25.nov.2020 - O candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, chega para encontro com empreendedores e pequenos comerciantes na capital - Nathan Lopes/UOL
25.nov.2020 - O candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, chega para encontro com empreendedores e pequenos comerciantes na capital Imagem: Nathan Lopes/UOL

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

26/11/2020 10h54

O candidato do PSOL a prefeito de São Paulo, Guilherme Boulos, voltou a avaliar que a campanha se seu adversário no segundo turno, Bruno Covas (PSDB), estaria desesperado em razão de falas de aliados e mensagens compartilhadas nas redes sociais.

"Acho que ele achou que a eleição estava ganha. Ele precisa aprender que eleição não se ganha na véspera, eleição não se ganha antes da hora", disse Boulos. "E quando ele percebeu o nosso crescimento, a onda de mudança nos últimos dias, bateu o desespero do lado deles."

Boulos lembrou sobre o áudio em que secretário de Educação de Covas, Bruno Caetano, diz o candidato do PSOL pensaria em cortar as creches conveniadas que hoje prestam serviço para a prefeitura. Boulos, que negou ter essa proposta, entrou com uma ação na Justiça Eleitoral por suposto abuso de poder da campanha do tucano.

Aliados do tucano também têm compartilhado um vídeo da campanha em que uma atriz idosa diz "gente, sério: está ficando perigoso". "A cidade precisa de experiência, da nossa sabedoria", diz, estimulando as pessoas a irem votar no próximo domingo (29). Covas lidera entre os idosos, de acordo com as pesquisas de opinião.

De acordo com as últimas pesquisas do Datafolha e do Ibope, Covas aparece na liderança na disputa contra Boulos. O candidato do PSOL, porém, acredita que é possível virar até domingo. "Eu estou com muita confiança."

Agenda fechada

Hoje, Boulos esteve um encontro fechado com pequenos comerciantes e ambulantes no Teatro de Contêiner Mungunzá, no centro de São Paulo. A eles, prometeu linhas de crédito em razão da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.

"Se a prefeitura não tiver ousadia e iniciativa, a pandemia do coronavírus vai ser seguida por uma epidemia do desemprego na cidade de São Paulo", disse Boulos.

O candidato também disse que fará o exame para saber se está ou não com covid-19 na tarde de hoje. O teste será feita por precaução já que, na última sexta-feira (20), ele esteve no mesmo ambiente em que a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP). Na segunda passada, dia 23, ela anunciou que havia contraído o novo coronavírus.

Desde terça (24), Boulos suspendeu agendas de rua, como caminhadas e panfletaços. A medida se estenderá até o resultado do teste sair, o que estava previsto para amanhã. Até lá, este só terá agendas fechadas nesta reta final de campanha.

Você utiliza a Alexa? O UOL é o parceiro oficial da assistente de voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados das últimas pesquisas eleitorais e dos resultados do 2º turno. Para saber sobre a eleição na sua cidade com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, qual é o resultado da pesquisa eleitoral em São Paulo?", por exemplo, ou "Alexa, quem ganhou a eleição no Rio de Janeiro?". Nos encontramos lá!