Donald Trump e Hillary Clinton vencem as primárias da Flórida

Do UOL, em São Paulo

  • Scott Audette (L)/Javier Galeano (R)/Reuters

O pré-candidato republicano Donald Trump e a pré-candidata democrata Hillary Clinton, ambos disputando a indicação de seus partidos na corrida eleitoral pela Casa Branca, foram os vencedores das primárias realizadas no Estado norte-americano da Flórida, a principal da noite desta terça-feira (15). Trump ganhou também na Carolina do Norte e em Illinois, enquanto Hillary venceu também nesses dois Estados, além de Ohio.

A vitória de Trump fez o senador da Flórida Marco Rubio anunciar o encerramento de sua candidatura. Rubio contava com uma vitória em seu Estado na noite desta terça para continuar na disputa pela nomeação. Segundo as regras republicanas, o vencedor na Flórida e em Ohio leva todos os delegados destes Estados. Com a derrota, o senador fica sem representantes da Flórida para votar por sua indicação.

O governador de Ohio, John Kasich, conseguiu vencer Trump em seu Estado, garantindo sua permanência na disputa. Em entrevista à rede de TV CNN, o governador celebrou sua vitória ressaltando que teve mais atenção nas últimas três semanas do que nos últimos seis meses.

Kasich, entretanto, é o último colocado pela contagem do número de delegados conquistados até agora pelos pré-candidatos. Trump lidera a disputa, seguido por Ted Cruz, senador pelo Texas. 

Em discurso após a confirmação do resultado das urnas, Rubio anunciou sua desistência e alfinetou o rival vencedor: "Não se preocupe, você não será agredido no nosso evento", disse o senador, em referência às agressões registradas em um comício de Trump na semana passada. "A América está no meio de um tsunami político, e nós deveríamos ter previsto isso".

Rubio, preferido do "establishment" republicano, responsabilizou o próprio partido pela derrota. "Precisamos de um novo 'establishment' político no nosso partido". Mais cedo, ele tinha dito que irá apoiar o futuro vencedor das prévias, mas revelou que está cada vez mais difícil aceitar a ideia de respaldar Trump.

"Apesar de uma quantidade recorde de gastos em anúncios negativos e falsos, consegui uma grande vitória na Flórida", disse Trump no Twitter logo após a divulgação dos primeiros resultados na Flórida.

Trump também saiu vitorioso hoje no caucus (assembleias populares) das Ilhas Marianas do Norte.

Do lado democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton conseguiu abrir distância na contagem de delegados para o adversário Bernie Sanders, senador de Vermont.

Em discurso na Flórida, Hillary disse que está perto da nomeação para a candidatura democrata e pediu que as pessoas continuem apoiando financeiramente sua campanha, principalmente com as pequenas doações, em uma fala semelhante a de seu rival, Sanders. Em fevereiro, a arrecadação da campanha de Sanders superou a de Hillary principalmente por conta das pequenas doações.

Hillary aproveitou seu discurso ainda para atacar Donald Trump. "Nosso próximo presidente deve unir o país. Deveríamos estar quebrando barreiras, e não construindo muros", disse a pré-candidata em referência ao plano de Trump de construir um muro entre os EUA e o México. "Quando Trump apoia a tortura, isso não o torna forte. Isso o torna errado", afirmou Hillary. (Com agências internacionais)

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos