CNN rompe com apresentador que xingou Trump no Twitter

Do UOL, em São Paulo

  • Richard Shotwell/Invision/AP

A rede de TV CNN anunciou nesta sexta-feira (9) ter desligado apresentador Reza Aslan e cancelou sua série sobre fé depois de ele ter publicado um tuíte xingando o presidente dos EUA, Donald Trump. É o segundo caso em menos de 15 dias em que um de seus apresentadores é desligado após críticas ao líder americano.

Na nota em que anunciou a decisão, a rede disse: "A CNN decidiu não continuar com a produção da série "Believer with Reza Aslan". Desejamos a Reza e a sua equipe de produção o melhor".

O autor e apresentador, de origem iraniano-americana, havia publicano tuítes chamando Trump de "um pedaço de merda" e "não apenas um constrangimento para a América e uma mancha para a presidência" mas "um constrangimento para a humanidade".

Os posts foram publicados em reação aos tuítes do presidente americano aos atentados de Londres na semana passada. Trump havia escrito: "Devemos deixar de ser politicamente corretos e proteger nosso povo. Se não ficarmos espertos, só ficará pior".

Aslan apagou seu tuíte e pediu desculpas a seus seguidores. "Deveria ter usado uma linguagem melhor para expressar meu choque e minha frustração à falta de decoro do presidente e de empatia do presidente com as vítimas de Londres. Peço desculpas pela minha escolha de palavras."

Nesta sexta, Aslan afirmou estar desapontado com a decisão da CNN, mas afirmou entender que o canal "precisa proteger sua marca como um canal de notícias imparcial". 

No fim do mês passado, a CNN rompeu com a humorista Kathy Griffin, que publicou um vídeo segurando uma imitação da cabeça de Trump, ensanguentada, simulando uma decapitação. (Com o "New York Times")

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos