Topo

Crocodilo que já foi de Fidel Castro morde homem em aquário na Suécia

Crocodilo é um dos animais mais longevos do mundo - David Gray/ Reuters
Crocodilo é um dos animais mais longevos do mundo Imagem: David Gray/ Reuters

Do UOL, em São Paulo

22/08/2019 10h26

Um homem foi parar no hospital após ser mordido pelo crocodilo que já pertenceu ao ex-líder cubano Fidel Castro. O caso aconteceu no Skansen Aquário, em Estocolmo, na Suécia.

De acordo com informações da CNN, tudo ocorreu durante uma tradicional festa realizada no local. O homem, que não teve a identidade revelada, dava um discurso em cima de uma pedra em uma área reservada do aquário.

"Ele estava com o braço por cima da barreira de vidro, que tem mais ou menos dois metros de altura", disse à CNN Jonas Wahlström, dono do local. "Um dos crocodilos cubanos viu e conseguiu morder seu antebraço."

Os médicos presentes na festa rapidamente atenderam o homem, que ficou com lesões por todo o braço e em uma das mãos.

"O crocodilo ficou preso a ele por quase 10 segundos", afirmou Wahlström.

O animal pertenceu a Fidel Castro na década de 70. O ex-líder cubano deu o animal a um astronauta russo. Anos mais tarde, o aquário conseguiu ficar com o réptil.

"O Skansen Aquário vai tomar atitudes para evitar que isso aconteça novamente. Nossas orações estão com o homem e sua família, que foi afetada por esse trágico acidente", afirmou o local em um comunicado oficial.

Mais Internacional