Topo

Indiano se finge de piloto para ter regalias em voos, mas acaba preso

Indiano se passava por piloto de avião - Reprodução/CNN
Indiano se passava por piloto de avião Imagem: Reprodução/CNN

Do UOL, em São Paulo

21/11/2019 11h36

Rajan Mahbubani colocava um uniforme da Lufthansa, com direito a quepe e um crachá, e ia para o aeroporto com a certeza de que teria as regalias de um tripulante. No entanto, a brincadeira de se fantasiar de piloto não durou muito tempo. O indiano foi preso por falsidade ideológica.

Mahbubani, de 48 anos, fazia muitas viagens e, não coincidentemente, gostava de vestir fantasias - a polícia encontrou diversas fotos dele vestido com fardas.

Quando ele teve a chance de colocar as mãos em um uniforme da Lufthansa e conseguiu um documento de identificação falso na Tailândia, passou a aplicar seu golpe.

Mahbubani conseguia ter tratamento preferencial em aeroportos, passava tranquilamente pela segurança e utilizava assentos de primeira classe nos voos.

Tudo ia bem, mas foram descobertos vídeos em que ele se exibia como piloto. Na última terça-feira, ele foi pego em um aeroporto de Nova Dheli. Ele se encaminhava para embarcar em um voo da AirAsia, para Kolkata, quando foi abordado e preso, uniformizado.

"Fomos alertados que um passageiro suspeito estava se vestindo como capitão da Lufthansa", explicou uma autoridade policial à CNN. "Depois de sua prisão, ele afirmou que compartilhava vídeos nas redes sociais sobre aviação e que conseguiu sua identidade falsa na Tailândia.

Caso seja condenado, o indiano pode ficar preso por um ano.

Internacional