PUBLICIDADE
Topo

Embaixador mexicano na Argentina é chamado de volta por tentar furtar livro

A livraria El Ateneo, em Buenos Aires - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A livraria El Ateneo, em Buenos Aires Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

DO UOL, em São Paulo

09/12/2019 15h32Atualizada em 12/12/2019 22h24

O embaixador do México na Argentina foi chamado para casa depois da veiculação da notícia de que teria tentado furtar um livro de uma famosa livraria em Buenos Aires. O diplomata Oscar Ricardo Valero Recio Becerra foi chamado de volta ontem pelo chanceler mexicano, Marcelo Ebrard.

Veículos de imprensa argentinos divulgaram que, no fim de outubro de 2019, Becerra teria furtado uma edição da biografia de Casanova, avaliada em cerca de R$ 40, da El Ateneo, uma das mais conhecidas livrarias no mundo.

Imagens de câmeras de vídeo registraram o momento em que o diplomata de 76 anos de idade pega o livro e o esconde dentro de um jornal.

Com uma postagem no Twitter, Ebrard afirmou que pediu ao comitê de ética do Ministério das Relações Exteriores que analisasse a acusação contra Becerra e disse que, se ficar provado que é verdadeiro o vídeo com o suposto furto, ele será removido de seu emprego imediatamente.

"Tolerância zero à desonestidade", disse Ebrard.

O embaixador foi nomeado pelo presidente mexicano, Andres Manuel Lopez Obrador, e já havia sido pesquisador da Universidade Nacional Autônoma do México. Ele passou boa parte de sua carreira acadêmica estudando ciências políticas e o papel do México nas relações internacionais. Também foi embaixador no Chile de 2001 a 2004.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o título da matéria, o embaixador não furtou o livro, ele tentou furtar. A informação foi corrigida.

Internacional